BUXIXO

Política


Tratativas
Reunião realizada em uma grande empresa da cidade, apenas com a presença de importantes caciques da aldeia, definiu a estratégia para a formação de mais um grupo político. Um conhecido vereador reuniu membros do partido para viabilizar essa possibilidade. A proposta é escolher alguém de  “sangue novo” na política, que possa concorrer com os virtuais candidatos a prefeito que começam a surgir.
O grupo propôs a indicação do jovem Luiz Henrique “Rei” Leon Gaspar, filho do Toninho “Unipetro” Gaspar, sobrinho do ex-prefeito Manoel “Cabeça de Paina” Gaspar, para encabeçar a disputa. 
O jovem, conhecido pelo seu dinamismo, venceu uma  pré-convenção  entre os caciques para se lançar candidato a prefeito no ano que vem. Mas, para efetivar sua candidatura, seria preciso investimento, algo que seu tio não estaria disposto a fazer no momento, devido sua recuperação de saúde. Ele assegurou, antes do final da reunião, que se for preciso lançará um “livro de ouro”, o que deve garantir a complementação da verba oficial, que será repassada pelo governo federal.

Alternativas
Por conta disso, membros do MDB já estudam a saída do partido do referido grupo, para se lançar em outras legendas. O ex-vereador Danilo “Gargamel” Aguilar pode buscar ajuda de um antigo amigo da “Caixinha Azul”, “Toninho Ribeirão”, para se filiar no Progressistas. O mesmo poderá fazer o vereador Augusto “Aleluia” Fresneda, hoje filiado no MDB. Caso o partido não se organize até uma definição, este também buscará asilo no partido de “Riba”.
Mas essa dança das cadeiras não para por aí. Muitos vereadores eleitos por partidos considerados fracos, os famosos “nanicos”, já tentam se infiltrar em novas legendas. É o caso de Paulo “Riquinho” Andrade, que namorou o partido Novo. Por encontrar dificuldades para criar um novo grupo, o partido não apresenta condições de participar das próximas eleições, tanto que seu presidente deixou a cadeira. O mesmo acontecerá com seu partido, o Cidadania, antigo PPS. 
Os comentários na “Caixinha de Surpresas” dão conta que PH estaria preocupado em busca de uma nova “casa”. Mas líderes partidários já informaram que não gostariam de contar com o jovem político em seus partidos, por causa do seu  temperamento muito difícil.
Por ter trabalhado na campanha do deputado estadual Fernando “Chapeu” Cury e do deputado federal Luiz Carlos “Cafeeira Sapag” Motta, o vereador Charles “Brawn” dos Passos pode deixar o PSB. Um grupo que apoia o vereador teria entrado em contato com o presidente do Cidadania (PPS), para solicitar informações sobre o partido. Não obtendo boas informações sobre a composição do partido, por falta de filiados, Passos poderá ser convidado para compor a chapa do PL ou do PSD, segundo informações.
Outro candidato que pode deixar sua legenda é o ex-vereador Luís Alves “Kajuru” de Souza, do PC do B. Sem a previsão de formar uma chapa sólida para as próximas eleições, o “camarada” poderá deixar o “partidão” para se filiar a outra legenda. PL e PSDB podem ser os destinos do ex-vermelho.
Já o DEM possui apenas um vereador, Valter Moreno “Nanico” Panhossi, que também deverá procurar uma nova legenda para participar do processo eleitoral. E Tiago “Gumex” Matias (PRP) já anunciou sua ida ao Progressistas. Por sua vez, capitão “Gancho” Neves (PV) demonstrou interesse em fundar o PSL em Tupã, mas a ideia não decolou. Tudo indica que ele também deverá procurar um novo partido para disputar as eleições. Finalizando, Antonio Carlos “Seo Boneco” Meireles (PV) ainda não se definiu sobre seu futuro partidário.

Tucanando
O prefeito Caio “Buda” Aoqui ainda espera solucionar suas divergências com parte dos servidores, para definir seu futuro político partidário. Informações dão conta de que ele se prepara para voltar ao PSDB. Mas sua base formada no PSD sente que sua saída poderá enfraquecer o partido. Aoqui disse, porém, que não deixará os membros do partido órfãos com a sua saída. A proposta é preparar um novo candidato a vereador para organizar o partido, que deverá apoiar a candidatura proposta pelo PSDB. Sendo assim, o prefeito já sai com o apoio de dois partidos para a sua candidatura, seja ela para prefeito ou vice.
Enquanto isso, o PL já se articula com lideranças de outros partidos para formar um grupo forte para as eleições municipais. Tudo indica que o partido do “Motinha”, que hoje está na cidade, deverá buscar apoio do PSB nas próximas eleições, mantendo sua estrutura cada vez mais forte.
Sendo assim, os blocos políticos começam a se formar de olho em outubro de 2020, com a união entre as legendas PSDB/PDS, PL/PSB e Progressistas. Vale lembrar que a legislação proibiu a coligação entre partidos. Eles deverão se organizar para se unir apenas na eleição para prefeito. 

Volta 
Abalado com o impeachment de seu maior representante, o “finado” PV ainda busca se reorganizar no município. Apesar de ter o seu mandato de prefeito cassado, José Ricardo “Cimentcola” Raymundo ainda almeja retornar ao “Gabinete de Esmeralda”. O grupo pretende lançar o nome do prefeito cassado para vereador. Mas devido os fortes golpes que o partido recebeu nos últimos meses, não se sabe se terá força para uma campanha eleitoral, mesmo mais modesta.

“Raqueando’
A agência especial Interceptupã informa que continua “raqueando” telefones fixos e celulares, mas tudo dentro da legalidade. Todas as conversas gravadas até agora foram devidamente gravadas e serão apresentadas, dentro do contexto necessário.
A Interceptupã trabalha em parceria com a Ursal (União das Republiquetas Socialistas da  América Latina), sucursal local, e com o inescrupuloso SMI (Serviço Municipal de Informações), o que facilita as infiltrações em todos os meios, a baixo custo.
Mas tudo é feito dentro da mais perfeita ordem, obedecendo a legislação de “grampo”, intriga e malversação de informações, buscando o bem de todos.

Perguntas que esperam respostas
- Quanto dá 10% de 2.400?
- Tupã vai conseguir manter o título de estância turística?
- Quem é o motorista que está trabalhando como jardineiro da Praça da Bandeira?
- Será que a agência clandestina Interceptupã “hackeou” mesmo o WathSap do empresário José Ricardo “Cimento” Raymundo?
- Será verdade que “Pena Castro” teria indicado um advogado para ocupar um cargo comissionado na Secretaria Municipal dos Assuntos Jurídicos?
- Será que Caio “Gandhi” Aoqui teria convidado capitão “Gancho” Neves para ser seu líder de governo na “Caixinha de Surpresas”?
- Quem é a arquiteta que ganhou cargo comissionado  na Secretaria Municipal de Obras e Planejamento?

Frase da Semana
“A justiça divina não é falha”
(José Ricardo “Cimento” Raymundo, prefeito cassado)

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade