Dia das Mães: Lojistas esperam aumento nas vendas

Geral


22/4/2021 - O comércio vive sua pior fase nas últimas décadas. A situação atual pode ser comparada com o período de guerra. A instabilidade é grande porque ninguém sabe até quando vai poder abrir as portas, por quantas horas isso será possível e, o pior, se vai ser possível pagar as contas.
Mesmo diante desse clima, dentro da fase “transitória” do Plano São Paulo, o comércio de Tupã se prepara para a segunda melhor data no ano. Faltando apenas 17 dias para o Dia das Mães, a expectativa é que o pior período da pandemia tenha ficado para trás, com o comércio podendo finalmente retomar a recuperação, superando a pior crise já vivida, iniciando uma retomada necessária para a sobrevivência do mais importante setor da economia tupãense.
Todo foco agora está voltado para a comemoração do próximo dia 9 de maio, com forte torcida que as vendas subam tendo a data como motivação. Não há nem estimativa quanto às vendas, porque muitos querem que o setor finalmente se livre das “amarras” de planos governamentais, que na prática não estão mostrando resultados.

Todo comerciante sabe que o Dia das Mães é a segunda melhor data no ano para o comércio, perdendo somente para o período natalino. Por isso, muitos estabelecimentos estão programando campanhas. É importante convencer os clientes, oferecendo vantagens com preços acessíveis e facilidades de crediário.
Segundo o gerente de uma loja no centro de Tupã, ainda existem muitas dúvidas com relação à data, por conta dos planos sempre anunciados pelo governo estadual. “Não estamos conseguindo trabalhar. É só o que queremos. Todos podem vir na Tamoios e conferir que não existe aglomerações. Os clientes são poucos e todos os protocolos são cumpridos. Há toda segurança. Ninguém entra na loja sem máscara. Dispomos de álcool”, observou.
Diante das incertezas, os lojistas estão adiando eventuais planos para as vendas no Dia das Mães. “É preciso aguardar um pouco mais, para que possamos saber se haverá um pouco mais de liberdade para trabalhar, que não seremos obrigados a fechar as portas”, destacou o gerente.

Vale destacar ainda que, por conta do atual quadro provocado pela pandemia do coronavírus, o Sindicato do Comércio Varejista e a Associação Comercial e Industrial de Tupã não estão realizando nenhuma promoção no comércio.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade