Homem ‘surtado’ movimenta madrugada

Policial


Na madrugada de ontem, uma ocorrência policial movimentou o setor, exigindo muito trabalho, calma e estratégia, para que tudo desse certo.
Acontece que a Polícia Militar foi acionada, através do Copom (fone 190), por uma mulher que estava sendo ameaçada pelo marido. Ela explicou que o mesmo tinha entrado em surto, estava de posse de duas facas, ameaçando matá-la e dizendo que depois cometeria suicídio.
O caso parecia bastante complicado. Mas depois mostrou-se ainda mais complexo. De início, uma viatura com o cabo Sanches e o soldado Menegatti chegou no local indicado, onde os policiais tentaram um diálogo, mas foram ameaçados. Em determinado momento, o homem chegou a investir contra os policiais, que conseguiram se esquivar.
Diante disso, foi solicitado apoio de todas as equipes disponíveis. Logo chegaram ao local o sargento Dias, cabos Bruno e Genilson e soldado Alan, além da equipe de Força Tática, com o sargento Rogério, cabo Avelaneda e soldado Vagner.
Os policiais então iniciaram as negociações com o homem surtado. Depois de algumas conversas, conseguiram que o homem deixasse a mulher sair da residência.
Mas o homem permanecia irredutível, alegando que havia perdido o emprego. Ele estava com duas facas e dizia a todo momento que iria retirar a própria vida, chegando mesmo a encostá-las contra o pescoço.
Os policiais, vendo a necessidade urgente de impedir que o homem se ferisse com potencial letal, decidiram realizar uma ação tática com escudos e armas de menos potencial letal, através de balas de borracha. Também havia com os policiais uma arma de choque, Spark, que é um dos novos recursos recém chegados para a Polícia Militar de Tupã.
Em determinado momento, quando o homem tirou a faca de seu pescoço, os policiais agiram de imediato e dispararam contra ele as balas de borracha. Isso fez com que o homem largasse as armas e pudesse ser contido pelos policiais.
Imobilizado, o homem foi levado para a Santa Casa, através da unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, onde passou por atendimento médico, por se apresentar ainda muito nervoso e transtornado.
O caso foi apresentado na Central de Polícia Judiciária, onde o delegado Paulo César Pardo Soares adotou as medidas cabíveis.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias