Projeto de macrodrenagem deve ser abandonado

Geral


Ainda tramita na Justiça a homologação do acordo firmado entre a Prefeitura de Tupã e a empresa Consórcio Tupã Ambiental, responsável pelas obras de macrodrenagem no município.
O projeto foi iniciado em Tupã no mês de outubro de 2010 e, após sete anos, as obras “faraônicas”, avaliadas em R$ 25 milhões, ainda não foram concluídas. Aliás, pouco do que foi anunciado foi realizado. 
A atual administração sinalizou com a possibilidade de rescisão contratual com a empresa, devido ao vencimento do contrato, mas para não perder os serviços, a empresa apresentou uma nova proposta, onde se comprometeu a cumprir as novas exigências. A Secretaria Municipal de Planejamento diz que ainda  aguarda a homologação desse acordo para emitir uma nova ordem de início dos trabalhos. O setor jurídico da prefeitura analisa a proposta e especula o cumprimento desse acordo com a empresa. 
Segundo as novas exigências da prefeitura, a empresa deverá readequar seus maquinários e disponibilizar pelo menos três frentes de trabalho para retomar - e agilizar - os trabalhos. Mas até o momento, a proposta continua só no papel.

Braço esquerdo
A canalização do braço esquerdo do Córrego Afonso XIII,  no trecho entre as ruas Manoel Ferreira Damião e Francisco Turra, está abandonada e não tem previsão de ser retomada pela Prefeitura de Tupã.
A previsão inicial da Secretaria Municipal de Obras e Trânsito era concluir o projeto no mês de abril de 2016. A canalização prevista é de 180 metros. Até o momento, a empresa canalizou 150 metros do trecho, cerca de 84%.

Braço direito

Em relação às obras realizadas no braço direito do Córrego Afonso XIII, a empresa realizou cerca de 60% dos serviços de microdrenagem previstos. 

De acordo com a secretaria, os dois “piscinões” situados na Rua Brasil e na Rua Prudente, na Vila Marajoara,  estão em processo de adaptação. O “piscinão” da Rua Prudente está “parcialmente pronto”, faltando apenas a “interligação da canalização da Rua Abel Ferreira Leite”. 

Já o “piscinão” da Rua Brasil consegue reter as águas das chuvas mas precisa ter finalizado o sistema de regulagem do escoamento.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias