‘Ribeirão’ assume cadeira na Câmara Municipal

Política


O vereador Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), assumiu na noite de ontem a cadeira deixada pelo ex-vereador pastor Rudynei Monteiro (PP), na Câmara Municipal, que assumiu um cargo na executiva estadual do partido, na cidade de São Paulo.
“Ribeirão” esclareceu que o mandato pertence ao vereador eleito, sendo que “só ele tem a prerrogativa de renunciar”. 
Monteiro está se mudando para São Paulo, para ser representante do partido nas secretarias estaduais.
De acordo com a LOM (Lei Orgânica do Município), o vereador que se mudar do município, automaticamente, perde o cargo. “Antes que isso pudesse acontecer, ele vai assumir um trabalho grande em São Paulo, de extrema importância para o município. Ele vai ser um elo de ligação para que possamos continuar o trabalho em Tupã, São Paulo e em Brasília”, destacou “Ribeirão”.
O agora vereador disse que Monteiro “foi corajoso” ao tomar essa decisão, mesmo sob a hipótese de receber críticas. “Muitos o irão criticar, ele tem consciência disso. Mas ele tem que pensar no que é melhor para a municipalidade e para o seu eleitorado e família”, disse.
“Ribeirão” destacou que, por ser o primeiro suplente da chapa, possui duas alternativas: ou renunciar, ou assumir o cargo. “Eu jamais iria renunciar de uma responsabilidade tão importante quanto essa, para que possamos voltar a ajudar ainda mais o município, como sempre fiz. Tenho que trabalhar para que Tupã seja cada vez melhor e que, em especial, a população de Tupã seja a grande beneficiada”, afirmou.
O parlamentar disse que haverá discussão política em relação ao tema, mas para ele isso é normal. “Na política, você sempre encontra parceiros, amigos e inimigos. Então, essa parte que vai criticar, é natural. Não é do nosso lado, mas é legítimo. Tudo isso faz parte da política. O homem público não pode também querer ser unanimidade”, salientou.
O vereador possui 24 anos de mandato e, nos próximos três anos, disse que pretende trazer conquistas para o município. “Esse vai ser o meu trabalho a favor da população”, acentuou.
“Ribeirão” desejou sucesso ao ex-vereador que, segundo ele, é um “grande articulador” e um cidadão de bem que, em pouco tempo na política, conseguiu fazer um grande trabalho. “Tenho certeza que essa empreitada que ele terá junto com os deputados em São Paulo, será de extrema importância para o município. Quero desejar sucesso e contar com o apoio dele em São Paulo, assim como ele tem o meu em Tupã”, ressaltou. 

Posicionamento
“Ribeirão” disse que não irá compor a bancada da situação ou da oposição ao governo, mas que fará o que julgar melhor para a população. “O que a população espera de um político, são os resultados que ele traz para que ela possa usufruir. Isso é o que sempre faço”, afirmou o vereador, ao destacar recursos de R$ 500 mil obtidos por meio de emenda parlamentar do deputado federal Guilherme Mussi (PP). “Esse é um trabalho que a população espera. Tudo que for bom para a população, vou estar defendendo. Vamos trabalhar para fazer o melhor para a cidade. Os anseios da população têm que estar acima dos anseios políticos”, completou.

Experiência

Segundo “Ribeirão”, a renovação política é de “extrema necessidade” em todos os níveis. “Acho positiva. A população é sábia e quando existe essa renovação, é para que as coisas mudem”, salientou.
Em relação aos novos vereadores que renovaram a Câmara Municipal neste ano, o parlamentar explicou que “muitas pessoas boas entraram, com capacidade de trabalho”, porém, trazem alguns problemas. “Por exemplo, como saber o trâmite regimental, ou saber como funciona o poder público que não é igual ao privado. Mas são pessoas de grande valor. Tanto é que estão eleitos”, disse.
“Ribeirão” espera contribuir com o desenvolvimento dos trabalhos do Poder Legislativo local, com a experiência que adquiriu nos últimos 24 anos de mandato. “Estarei à disposição de todos. Aqueles que acharem que a minha colaboração pode servir, eu serei parceiro de todos os vereadores”, afirmou.

Carta de renúncia

O ex-vereador pastor Rudynei Monteiro protocolou sua carta de renúncia na Câmara Municipal na manhã de ontem.
Em nota à imprensa, Monteiro tornou pública sua decisão de renunciar ao mandato de vereador que lhe foi “outorgado por 603 eleitores aos quais devo toda a minha gratidão e meu respeito”.
O ex-vereador esclareceu que a decisão partiu de uma motivação pessoal, onde estará realizando “um desejo maior”, com a finalidade de atender “ainda mais as necessidades da cidade de Tupã”, ao buscar na cidade de São Paulo as condições necessárias para atendê-los, “o que farei juntamente com o meu partido”, o PP (Partido Progressista). “Esclareço ainda que não deixarei meus eleitores desamparados, pois estarei sempre pronto a atendê-los, onde quer que eu esteja”.
Monteiro destacou que busca novos caminhos para sua vida política e profissional. “Busco também novos desafios de progresso que a cidade de São Paulo poderá me proprorcionar” em benefício dos tupãenses. O ex-vereador agradeceu a Deus, sua esposa e família pelo apoio conferido à sua decisão.
Vale lembrar que Monteiro é o segundo vereador a renunciar ao cargo na Câmara Municipal. O primeiro parlamentar que deixou o posto no Poder Legislativo foi o ex-vereador Pedro Basan.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade