Saúde: Gastos com a UPA sobrecarregam despesas do município de Tupã

Geral


O registro de baixas temperaturas somado com as ações implementadas pela Secretaria Municipal de Saúde fez a contaminação dos casos de dengue apresentar queda no município. Consequentemente, os atendimentos registrados na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) apresentaram vertiginosa queda.

Apesar da movimentação na UPA ter apresentado queda em relação aos novos casos de suspeita de dengue, os atendimentos se estabilizaram, o que não significa que a unidade não tenha uma grande demanda de pacientes. A UPA atende uma região composta por pouco mais de 100 mil habitantes, com pacientes das cidades de Tupã, Bastos, Herculândia, Queiroz, Arco-Íris, Iacri e Rinópolis.

Vale lembrar que Tupã possui apenas uma unidade de pronto-socorro, na Santa Casa, que atende pacientes por livre demanda, no período de 24 horas. A falta de unidades de saúde que atendam a população no período noturno é mais um fator que colabora com o aumento na demanda da UPA.
Atualmente, a UPA gera um gasto mensal de aproximadamente R$ 470 mil. Segundo o Portal da Transparência, somente a Prefeitura de Tupã teve gastos de R$ 2.955.580,01 para manutenção das atividades da unidade entre os dias 1º de janeiro a 9 de agosto deste ano. Vale lembrar que o governo federal repassa ao município apenas R$ 100 mil mensais para auxiliar com essas despesas. Os municípios que possuem pacientes atendidos pela UPA não colaboram com os  repasses de recursos financeiros.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade