Trânsito: Tupã tem média de um acidente por dia

Geral


Tupã tem média de uma lesão corporal culposa por dia, causada por acidentes de trânsito. Segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública, entre os meses de janeiro a maio, foram registrados no município 155 lesões corporais causadas por acidentes de trânsito. 

Para reverter essa situação, o poder público deve atentar para a realidade do trânsito local e desenvolver ações que possam melhorar a mobilidade urbana, com projetos de sinalização e educação no trânsito. Os motoristas, motociclistas e pedestres também são responsáveis por criar um trânsito mais seguro, com respeito às leis, à sinalização.
O responsável pelo Setor de Trânsito, Luiz Henrique de Souza, disse que a prefeitura analisa com agentes de trânsito e Polícia Militar, os locais com maior incidência e riscos de acidentes.  “Estamos fazendo a repintura desses locais”, afirmou.

As vias que receberam o serviço de pintura no solo, foram a Avenida  Tabajaras, com ruas Bororós e Tapajós; Vila Vargas, nas proximidades na Praça 9 de Julho; Rua Joaquim Abarca, entre a ruas Caingangs e Aimorés; Rua Nhambiquaras, entre a Rua Brasil até o Almoxarifado Municipal; e Rua Caingangs, com a Rua Lélio Piza.  “Estamos atacando os pontos mais críticos para dar mais visibilidade”, afirmou o responsável pelo Setor de Trânsito.  Aguardamos a nomeação da Jari (Junta Administrativa de Recursos de Infrações), para definir novas estratégias, como estacionamentos de um lado da via, locais com estacionamento, carga e descarga, e embarque e desembarque de passageiros”, completou.
Souza disse que a redução nos casos de acidentes de trânsito ocorre de forma conjunta entre os trabalhos executados e a conscientização dos motoristas.  “Diminui bem, com uma boa sinalização. Mas também é preciso respeito por parte dos condutores”, enfatizou.
Segundo o responsável, a prefeitura busca com o governo estadual verbas específicas para melhorar a sinalização no trânsito. “Estamos elaborando os documentos para encaminhar ao governo estadual”, disse. 
Souza explicou que a secretaria também analisa pontos da cidade que precisam melhorar a sinalização de solo.  “É o caso do final da Rua Tabajaras, com a Silvio Bolcato”, ressaltou.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias