Tupã-Quatá: Ponte do Rio do Peixe é um trecho de alto risco

Geral


A estrada vicinal Tupã-Quatá é muito utilizada por veículos pequenos e também por veículos pesados, porque ela representa um encurtamento de distância para quem vai para Paraguaçu Paulista, Assis e para Londrina, no Paraná. Moradores da região também utilizam a vicinal, principalmente aos finais de semana, para visitar pontos turísticos da região, como cachoeiras, rios e balneários, no atual período de altas temperaturas.
A movimentação de veículos no trecho requer cuidados ainda maiores, como manutenção do pavimento, melhor sinalização e dispositivos de segurança para não comprometer os motoristas.

No trecho da vicinal há uma ponte que passa sobre o Rio do Peixe.  O dispositivo, porém, apresenta riscos aos motoristas, pois em um dos lados da ponte não há “guard-rail” para garantir a segurança na travessia, inclusive de ciclistas. 
Alguns estudos foram realizados pelo poder público para a instalação de uma proteção mais eficaz, mas isso ainda parece difícil.

Por diversas vezes já foi recuperada aquela proteção lateral, mas como no trecho ocorrem muitos acidentes com caminhões, em geral o “guard-rail” é atingido e derrubado no rio. Dos dois lados do rio existem fortes aclives e curvas acentuadas e frequentemente caminhões não conseguem controlar a velocidade e acabam tombando e esparramando suas cargas. E muitas vezes os caminhões até acabam caindo no rio. 

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias