Varpa: Obra do centro histórico foi iniciada há quase quatro anos

Geral


O Distrito de Varpa é um dos pontos turísticos mais visitados de Tupã. Sua história, cultura e belezas naturais foram um dos motivos que transformaram o município em uma estância turística, no ano de 2003. Nos últimos anos, empresários têm investido ainda mais no distrito, que já é conhecido pela sua história cultural e belezas naturais.
Hoje Varpa conta com roteiro de atrações turísticas, como trilhas, cachoeiras, passeios a caiaque, restaurantes, museu, entre outros atrativos. A previsão é que o distrito receba ainda mais investimentos do setor hoteleiro, com a construção de um hotel.
Para que o distrito se torne ainda mais atrativo para os visitantes, a Prefeitura de Tupã iniciou no dia 17 de julho de 2015 a revitalização do centro histórico do Distrito de Varpa. A obra deveria ser concluída no prazo de 365 dias, ou seja, no dia 17 de julho de 2016. Após três anos do início das obras, a prefeitura ainda não tem previsão de quando os serviços serão concluídos no local.

Segundo a secretária Municipal de Planejamento, Brenda Alves, no ano passado a prefeitura preparou dois processos licitatórios para conclusão das obras, que foram “desertos”, sem a participação de empresas interessadas no projeto. “O prazo do convênio está vencendo, sendo assim encaminhei para o DadeTur documentação para prorrogação de prazo. Assim que tivermos o aceite, o que já foi sinalizado, poderemos licitar novamente”, afirmou.

Obras
Segundo a prefeitura, foram concluídos 75% dos serviços. Vale lembrar que a obra sofreu interrupções ocasionadas por atrasos nos repasses financeiros.
A obra, realizada pela Construtura Chemar, de Tupã, tem custo de R$ 450 mil. Desses recursos, R$ 400 mil foram repassados pelo DadeTur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas), órgão que pertence à Secretaria Estadual de Turismo. A contrapartida da prefeitura para execução das obras foi de R$ 50 mil.
O projeto conta com a reurbanização da praça central, paisagismo, mobiliário urbano e construção do “Espaço do Artesão”; obelisco e ponto de ônibus; sinalização viária, calçamento de acesso a pedestres e centro histórico.

Vale lembrar que o obelisco é uma cópia do Monumento da Liberdade, construído na cidade de Riga, capital da Letônia.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias