jdiario@diariotupa.com.br

Estradas
Chuvas causam novos prejuízos na região

          As chuvas ocorridas na madrugada de ontem destruíram pontes e estradas vicinais na região, e algumas estradas continuam interditadas para segurança dos motoristas.
Para atender os principais pontos atingidos pelas chuvas, a Prefeitura de Tupã mobilizou equipes técnicas para analisar a situação de cada trecho e iniciar obras emergenciais nesses locais.
O arquiteto da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, Luiz Henrique de Souza, disse que a ponte sobre o Rio Iacri, no Bairro Ponte Alta, no município de Arco-Íris, próximo à Aldeia Vanuíre, está interditada.
De acordo com o arquiteto, as chuvas derrubaram a “cabeceira” da ponte e, para recuperar o dispositivo, será necessário aterrar o local. “Vamos buscar uma parceria com a Prefeitura de Arco-Íris para recuperar a ponte de concreto que hoje está interditada”, disse o arquiteto, ao explicar que, naquela região, choveu 110 milímetros apenas na noite da última segunda-feira, dia 16.

Souza destacou que as chuvas cobriram a passagem localizada no Bairro São Martinho, na vicinal Tupã/Queiroz. “Ela não está interditada, mas será preciso fazer uma limpeza porque a água passou por cima”, afirmou.
O arquiteto ressaltou que a estrada que interliga o antigo Country Clube de Tupã até o Bairro Granada também está interditada. “Agora, vamos buscar parceria com as prefeituras para realizar essas obras que são emergenciais”, enfatizou.
Vale lembrar que as vicinais Tupã/Juliânia/Queiroz continuam interditadas. A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura informou que até a tarde de ontem as estradas vicinais Tupã/Quatá e Tupã/Varpa não estavam interditadas.

Rodovia
Os motoristas que trafegam pela Rodovia “Miguel Gantus”, a SP-383, devem ficar atentos, pois a chuva da madrugada de ontem destruiu uma ponte no Km 12,5, abrindo uma cratera na pista.
Segundo informações da Base Operacional da Polícia Rodoviária de Tupã, até a tarde de ontem não houve nenhum acidente no local, que segue interditado.
Os motoristas com destino a Queiroz podem fazer o contorno por Santópolis do Aguapeí ou por Marília, sentido Lins. A previsão é de que o trecho seja recuperado em dois meses, mas a medida dependerá de esforços do DER (Departamento de Estradas de Rodagem).


Parapuã
Polícia Ambiental apreende apetrechos de pesca proibidos

          No sábado, 14 de janeiro, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional de Tupã, durante a Operação Piracema, no Rio do Peixe, visualizaram indivíduos pescando em período proibido próximo à Usina Hidroelétrica Quatiara.
Os pescadores, assim que perceberam a presença da embarcação e da equipe terrestre do policiamento ambiental, emprenderam fuga pela mata ciliar, deixando para trás apetrechos de pesca proibidos e diversos peixes ainda vivos.
Como os peixes apresentavam sinais de recente captura, foram imediatamente reintroduzidos no ambiente aquático e os apetrechos foram apreendidos.
Cabe salientar que instrução normativa IBAMA Nº 25, de 1º de setembro de 2009, em seu artigo 1°, estabelece normas de proteção à reprodução natural dos peixes e, em seu artigo 3º, inciso XIV, proíbe a pesca para todas as categorias e modalidades no Rio do Peixe e seus afluentes.
O artigo 34 da lei federal 9605/98 tipifica como crime ambiental a conduta de pescar em período no qual a pesca seja proibida ou em lugares interditados por órgão competente e, por fim, o artigo 36 da resolução SMA 48/2014 prevê multa administrativa para o infrator.



NECROLOGIA

          Darci Pereira 54 anos
Dionisia Lima Pereira 53 anos


CULTURA
Inscrições para projeto ‘Férias com Arte na Biblioteca’ terminam nesta sexta

          Com o objetivo de despertar nas crianças o interesse pela leitura, pelo convívio na biblioteca e também visando oferecer atividades recreativas durante as férias, a Secretaria Municipal de Cultura, associações culturais e a iniciativa privada estão com matrículas abertas para o projeto cultural “Férias com Arte na Biblioteca”.
Segundo o secretário Municipal de Cultura, Caio Aoqui, o projeto é voltado às crianças de 7 a 12 anos e será desenvolvido nos dias 23, 24, 25, 26 e 27 de janeiro. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser realizadas até esta sexta-feira (20), na Secretaria Municipal de Cultura, das 8 às 11 horas e das 13 às 16 horas, de segunda a sexta-feira.
As inscrições serão realizadas por meio de ficha disponibilizada na Secretaria de Cultura, que fica localizada na Avenida Tamoios, 1.685. No momento da inscrição, as crianças devem estar acompanhadas dos pais ou responsável.
O projeto “Férias com Arte na Biblioteca” pretende atrair e cativar o público infantil para o ambiente da biblioteca, estimulando o interesse da criança pelos livros, fortalecendo o hábito da leitura e despertando a criatividade através de trabalhos manuais de artes plásticas. “Temos que levar em consideração que a criança precisa ter contato com os livros e a biblioteca desde pequena, pois é na biblioteca que se inicia a formação de hábitos e atitudes, bem como o desenvolvimento de habilidades e capacidades para sua adequada utilização”, explicou o secretário de Cultura, Caio Aoki.
Além disso, segundo Caio, o projeto visa também a divulgação da Biblioteca Pública Municipal “Professor Tobias Rodrigues”, estimulando o gosto pela leitura e sua integração com as demais linguagens artísticas.

Para finalizar, o secretário ainda ressaltou a importância da parceria com associações culturais e a iniciativa privada, e conta que o projeto não seria possível sem a colaboração da ACLAT (Academia de Ciências Letras e Arte De Tupã), ATLECA (Academia Tupãense de Letras, Ciências e Arte), AELAT (Academia Estudantil de Letras e Arte de Tupã), Instituto Luiz Bertazzoni, CIAC (Consórcio Intermunicipal de Artes e Cultura), Grupo Ágape de Teatro, Grupo Ágora Cultural, Interact, Aaart, Ong Umont e a Cia. Flor de São João.


Religião
Tupãenses seminaristas contam sobre vocação para ser padre

          Apesar das diferenças físicas, de idade, entre outras características, Denismar Rodrigo André, Guilherme Massoca Baptista e Tiago Barbosa são tupãenses e possuem ainda algo em comum: o desejo de ser padre.
São rapazes comuns, de carne e osso, com medos, dúvidas, desejos e vontades. Mas uma escolha fez com que a vida deles fosse bastante diferente. Entraram para o universo religioso, convictos de que a vocação deles é a formação para padre.
Denismar Rodrigo André, 40 anos, é natural de Tupã e pertence à Paróquia São Judas Tadeu. Ele está em seu 4° ano de teologia, e 8° ano de seminário. “Meu discernimento vocacional começou em 2008. Entrei no seminário em 2010 e, neste ano, farei meu estágio pastoral na Paróquia Santa Isabel, em Marília. Também, acompanharei a Pastoral dos Surdos em Marília”, contou.
Antes de ingressar no seminário, Denismar fez o curso de direito, pela Fadap, em Tupã. Trabalhou durante quase 5 anos na Câmara Municipal de Tupã, exercendo o cargo de assessor parlamentar. Mesmo assim, o desejo de ser padre foi maior.
Em 2010, Denismar ingressou no seminário Propedeutico de Marília - São Pio X. No ano de 2011, ele prosseguiu para o estudo de filosofia naquela cidade, até o ano de 2013. Em 2014, passou para teologia. Denismar fez estágio pastoral em paróquias de Marília e Junqueirópolis. “Meu chamado veio a partir da minha oração e do desejo de sempre fazer a vontade de Deus. Por isso, quando me senti chamado dei meu sim. A princípio com medo, mas depois confiando sempre em Deus resolvi me dedicar exclusivamente a Ele. Sendo assim, procurei o padre da minha paróquia e ele me ajudou no discernimento. No primeiro momento, assusta sentir esse chamado por Deus, mas a confiança que temos em seu amor e sua misericórdia é tanta que nós não nos negamos a nos entregar totalmente a Ele, sendo que todas as nossas renúncias valem a pena porque Deus sempre está conosco, nos mostra e nos dá capacidade para enfrentarmos os problemas e desafios do dia a dia. Então, logo o medo se vai e fica muito a confiança em Deus, e a certeza de que o amor e a misericórdia de Deus vai nos guiar. Acredito também que meu chamado é, de certa forma, eucarístico, porque meu desejo é levar Jesus sacramentado a todos aqueles que Dele necessitam. Então, celebrar a eucaristia é um dos maiores sonhos que eu tenho. Imagino como será a primeira missa celebrada por mim, porque esse é meu maior desejo. Além disso, também cumprir o mandato que Jesus nos deu de levar a sua palavra a todos aqueles que necessitam”, declarou Denismar.

Guilherme

O jovem de 29 anos, Guilherme Massoca Baptista, é também natural de Tupã e seminarista da Diocese de Marília. Guilherme é da Paróquia de São Judas Tadeu. No término do ano de 2016, ele concluiu os 8 anos da formação sacerdotal, período de estudos de formação no seminário.
Ao longo desse período de seminário, Guilherme realizou estágio pastoral aos finais de semana, nas paróquias em Marília, Adamantina, Irapuru e Flora Rica, e trabalhou junto ao bispo diocesano. “Para este ano de 2017, já esperando a ordenação diaconal, dentro desse primeiro semestre, por enquanto, irei continuar residindo junto ao bispo, o ajudando em suas atividades, aguardando a ordenação diaconal, onde certamente irei exercer meu ministério dentro de uma paróquia em Marília”, disse.
“Meu despertar vocacional se deu na juventude. Esse desejo, no entanto, ficou esquecido, guardado em virtude da idade e do desejo de fazer uma faculdade. Me formei em ciências contábeis, na Faccat de Tupã. Nos últimos meses da faculdade, porém, eu senti esse apelo muito forte de Deus, pedindo para que eu fosse além daquelas atividades que eu já realizava dentro da Paróquia de São Judas, como, por exemplo, tocar no coral, participar da liturgia. Fui acompanhado pelo pároco da comunidade, onde fiz um despertar vocacional, decidindo deixar minha família e emprego para seguir esse caminho de doação em favor do reino de Deus. A grande motivação que tenho, inclusive, será o lema da minha futura ordenação sacerdotal, com a graça de Deus, que será ‘dai-me cumprir sempre a vossa vontade, e jamais separar-me de vós’. Eu escolho esse lema justamente pelo desejo de cumprir sempre a vontade de Deus na minha vida e, desse modo, ir semeando as sementes do reino, cultivando no local onde eu estiver inserido o amor de Deus, fazendo assim com que aquelas pessoas que ainda não tiveram um encontro pessoal com Cristo, o tenham e sintam essa mesma alegria e felicidade que eu posso sentir doando a minha vida para o serviço de Deus e da igreja”, revelou.

Tiago Barbosa

Tiago Aparecido de Souza Barbosa, 27 anos, natural de Tupã, da Paróquia de São José Operário, também contou sobre seu desejo de ser padre. “O meu chamado ao sacerdócio, descobri desde pequeno. Quando ainda criança, ajudava na comunidade paroquial. Sempre senti esse apelo muito forte em meu coração, porém, no final da adolescência, início da juventude, decide traçar outros rumos, quando ingressei no curso de comunicação social (jornalismo), em Marília, viajando todos os dias para lá.
Tiago conta que trabalhou na Prefeitura de Tupã, sendo que, depois, no último ano da faculdade, recebeu uma proposta de emprego para trabalhar na assessoria de comunicação da própria universidade. “Então, me mudei para Marília, mesmo assim fazia um acompanhamento vocacional com o pároco da época. Após muitas conversas, oração, discernimento, achei por bem ingressar no seminário. Em 2010, ingressei no seminário Propedeutico de Marília - São Pio X. De 2011 a 2013 residi no seminário Provincial Sagrado Coração de Jesus de Marília. Paralelamente, cursei a graduação em filosofia naquela cidade. No ano de 2014, me mudei para o Instituto Teológico Rainha dos Apóstolos em Marília, onde resido até hoje e curso o bacharelado em teologia. Nos anos de 2011 e 2012 fiz meu estágio pastoral nas paróquias de Herculândia e Queiroz. Nos anos de 2013 e 2014, fiz estágio pastoral em Marília. Em 2015 e 2016, em Adamantina; e, agora, em 2017, farei estágio pastoral em Marília e também acompanharei os trabalhos da pastoral da comunicação na Diocese de Marília”, contou.
Tiago concluiu ano passado o 7° ano de seminário. Neste ano, fará o 8° ano de seminário e último da formação sacerdotal. “É sempre uma alegria corresponder ao amor de Deus por meio da vida doada ao sacerdócio, a fim de fazer a vontade de Deus em nossas vidas. Renúncias temos muitas, mas maior que as renúncias é a graça de Deus que nos sustenta, em levá-lo aos outros por meio da nossa presença”, finalizou.



Matrículas para EJA serão abertas no próximo dia 30

          Dentro do objetivo de alfabetizar pessoas que não puderam frequentar a escola na idade adequada, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, abrirá no próximo dia 30 de janeiro matrículas para os interessados em participar da Educação de Jovens e Adultos (EJA).
Os interessados poderão se inscrever até o dia 3 de fevereiro na Secretaria Municipal de Educação, localizada na Avenida dos Universitários, 145. Para realizar a matrícula, é preciso ter idade acima de 15 anos e apresentar cópias da certidão de nascimento e do comprovante de residência.
De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), não há limite de vagas e as aulas serão ministradas no período noturno.

A EJA tem como objetivo oferecer ensino de qualidade aos alunos, contando com professores devidamente capacitados, com formação específica em Educação de Jovens e Adultos, capazes de contribuir para o crescimento intelectual dos alunos e, ao mesmo tempo, promover o exercício da cidadania.

É importante ressaltar que a EJA visa alfabetizar o cidadão com conteúdos básicos do ensino fundamental I, oferecendo aos alunos que foram obrigados a interromper os estudos, não só acesso ao domínio da escrita e da leitura, mas também a possibilidade de desenvolver, de forma integral, habilidades e competências necessárias para que tenham um futuro melhor.



Primeiro cão salva-vidas do Brasil começa a atuar em Santa Catarina

          Por Aline Torres, especial para AE

Florianópolis (AE) - Ice é um cão herói. Faz parte da quarta geração de labradores de resgate de Santa Catarina e já recebeu oito medalhas internacionais. Prestou socorro às vítimas da tragédia em Mariana (MG) e atende como terapeuta semanalmente os pacientes do Hospital Marieta Konder, localizado em Itajaí, na região do Vale. Mas nesse Verão enfrenta um desafio inédito: salvar as pessoas do afogamento. Ele é o primeiro cão salva-vidas do Brasil.
O primeiro dia de trabalho foi na segunda-feira, 16, na praia das Cabeçudas, em Itajaí. Assim como os seus colegas do 7° Batalhão de Bombeiros Militar de Itajaí, ele usa uniforme de identificação.
Seu turno é das 15h às 20h, horário que o sol está mais ameno. Se não há ocorrências, o labrador fica na sombra e é constantemente hidratado.

Ice tem sete anos e desde o segundo mês de vida começou a ser treinado pelo sargento Evandro Amorin, de 48 anos. Os dois moram juntos e enfrentaram dezenas de missões importantes, que chegaram ao fim na semana passada, quando Amorin se aposentou. Mas não há tristeza. Ice segue na companhia de seu filho, o soldado Thiago Amorin. “Ice é da nossa família, é meu irmão e estou muito orgulhoso dele”, disse o sargento.

O projeto foi inspirado em cães guarda-vidas que atuam na Itália. A função de Ice é ajudar nos salvamentos a mais de uma vítima. Enquanto seus colegas retiram uma pessoa no mar, ele nada e entrega o flutuador para a outra vítima.



Câmara de SP autoriza pregão de R$ 80 mil para compra de saco de lixo ecológico

          Por Adriana Ferraz

São Paulo (AE) - Após aprovar um ato que estabelece a criação de um grupo interno para estudar o lançamento de um Programa de Demissão Voluntária (PDV) de funcionários com o objetivo de “enxugar a máquina”, a Mesa Diretora da Câmara Municipal autorizou na manhã de ontem a abertura de um pregão para compra de sacos de lixo oxibiodegradáveis no valor de até R$ 80 mil. A estimativa orçamentária vale apenas para este ano e, segundo valores praticados pelo mercado, pode render cerca de 571 mil unidades ou 1,5 mil para cada um dos 365 dias do ano. Segundo o presidente Milton Leite (DEM), o pregão é necessário. “Olha que aqui tem lixo”, brincou.
Leite afirmou ainda que a reserva de R$ 80 mil é apenas simbólica. Segundo ele, o pregão para registro de preços deve reduzir a estimativa de gastos. “Tenho certeza que vamos chegar a um ótimo preço”, disse. O número de unidades não foi informado durante a reunião. A tecnologia oxibiodegradável é cada vez mais utilizada, apesar de polêmica, já que os sacos continuam sendo de plástico e mesmo que se desfaçam em partes minúsculas, permanecem no ambiente.

Durante a reunião, os vereadores determinaram outras medidas de caráter administrativo, como cortar pela metade o vale-refeição dos assessores que atuam como motoristas. “Temos de olhar para a frente, ver a Câmara mais moderna e mais eficiente. Não dá para fazer diferença”, disse Leite.

PDV
O Programa de Demissão Voluntária (PDV) será desenhado para funcionários celetistas da Câmara - são 223, pouco mais de 10% dos cerca de 1,9 mil. O plano é conseguir a adesão de pelo menos servidores que têm cerca de 70 anos e estão para se aposentar. O grupo criado terá 45 dias para apresentar o modelo do PDV, que, segundo Leite, será debatido com os sindicatos antes de ser lançado.



Delação da Odebrecht deve vir a público em fevereiro

          Por Beatriz Bulla,
Fábio Fabrini e
Fabio Serapião

Brasília (AE) - Investigadores da Lava Jato trabalham com a previsão de que todo o conteúdo das delações da Odebrecht seja tornado público na primeira quinzena de fevereiro. A divulgação dos relatos de 77 delatores ligados à empresa causa apreensão no mundo político, que deve ser diretamente atingido pelas investigações. A expectativa de investigadores é de que o ministro Teori Zavascki, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, retire o sigilo dos cerca de 900 depoimentos tão logo as delações sejam homologadas. Isso deve ocorrer após o fim do recesso do Judiciário, nos primeiros dias de fevereiro.
Como relator da Lava Jato na Corte, cabe a Teori validar as delações. Para isso, uma equipe do ministro analisa todo o material durante o recesso. O material resultou de uma longa negociação, que se estendeu durante quase todo o ano de 2016.
Nos depoimentos, que serão divulgados em formato de áudio e vídeo, sem transcrições, os delatores relatam propina a políticos e operadores no Brasil e fora do País em troca da conquista de obras públicas, bem como o uso de contas e empresas no exterior para viabilizar pagamentos ilícitos. De acordo com fontes, aliados próximos ao presidente da República, Michel Temer, serão diretamente atingidos pela delação da empresa, o que deve trazer turbulência política para o governo.
Após a homologação dos acordos e divulgação do conteúdo, a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a força-tarefa da Lava Jato podem realizar operações e solicitar diligências, como quebra de sigilo bancário e telefônico de investigados.
A previsão é de que o processo de investigação ligado à Odebrecht seja longo, com a distribuição das investigações em vários estados brasileiros. Isso porque o pagamento de propina ocorreu para conquista de obras de todas as esferas - federal, estadual e municipal. Por isso, a investigação não ficará concentrada em Brasília ou Curitiba.
Um dos depoimentos tidos como cruciais é o do herdeiro do grupo e ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht. Considerado o “príncipe” das empreiteiras, Marcelo resistiu a aderir ao acordo de delação. Ele é o único executivo do grupo que continua preso em Curitiba (PR) mesmo após a assinatura do acordo, em dezembro. Com a delação firmada, Marcelo Odebrecht cumprirá dez anos de pena no total, sendo que até o final de 2017 permanecerá atrás das grades.

Já o patriarca do grupo e pai de Marcelo, Emílio Odebrecht, revelou em sua delação informações de contexto e histórico da empresa. Emílio poderá passar um ano comandando a reestruturação da empresa, que se comprometeu com novas regras de compliance, antes de iniciar o cumprimento de pena em regime domiciliar.

Delação
democrática
A avaliação de fontes que acompanharam a colheita dos depoimentos é de que a delação da Odebrecht é politicamente “democrática”. Ou seja, atinge lideranças e siglas de diferentes polos da política nacional.
Em dezembro, o vazamento de um anexo da delação do executivo Cláudio Melo Filho mostrou que senadores, deputados e ministros mantiveram relações com a empresa - seja troca de favores ou ao receber valores para atuar politicamente em benefício da Odebrecht. As revelações do grupo vão gerar os chamados recalls em acordos da Camargo Corrêa e da Andrade Gutierrez. De acordo com investigadores, diante das extensas revelações da Odebrecht, as duas outras empreiteiras precisarão complementar os acordos feitos anteriormente, sob risco de terem os benefícios acertados com o Ministério Público invalidados.



Rolls-Royce vai devolver à Petrobras lucro sobre contratos com propina

          Por Julia Affonso, Ricardo Brandt
e Fausto Macedo

São Paulo (AE) - O Ministério Público Federal firmou, na última sexta-feira, 13, acordo de leniência com a Rolls-Royce, holding britânica do grupo Rolls-Royce, a respeito de atos ilícitos praticados em benefício de empresas pertencentes a esse grupo econômico e investigados pela força-tarefa Lava Jato. O acordo será submetido à homologação da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal
O acordo prevê o pagamento, pela empresa, de R$ 81.183.700,00, que serão integralmente destinados ao ressarcimento dos prejuízos causados à Petrobras. O valor corresponde à devolução integral dos lucros líquidos obtidos pela empresa em seis contratos mantidos com a Petrobras, no montante de R$ 39.720 100,00, somados ao valor integral pago a título de comissão a intermediários contratados para atuar perante a estatal, no montante de R$ 20.731,800. O valor contempla, ainda, o pagamento de uma multa prevista na Lei de Improbidade, equivalente a uma vez o valor das comissões dos intermediários. Os valores serão pagos diretamente à Petrobras, no prazo de 90 dias contados a partir da homologação do acordo.
A empresa Rolls-Royce entregou ao Ministério Público Federal, ainda no início de 2015 e espontaneamente, os resultados de investigação interna promovida por escritório especializado, colocando-se à disposição das autoridades para o esclarecimento dos fatos e indicando seu interesse em arcar com sua responsabilidade.
Segundo o procurador da República Paulo Roberto Galvão, membro da força-tarefa da operação Lava Jato, “esse é o comportamento adequado de pessoas jurídicas que implantaram programas efetivos de integridade: ao invés de negarem os fatos e adotarem medidas para obstruir as investigações, espera-se que essas empresas promovam suas próprias investigações, forneçam todas as provas às autoridades sem restrições e busquem ressarcir todos os prejuízos causados. Com isso, as empresas conseguem, além de solucionar pendências com a Justiça, demonstrar que estão realmente dispostas a manter suas operações sem a prática nefasta da corrupção. Esperamos que esse comportamento também seja um legado da Lava Jato para um ambiente de negócios mais saudável no País”.
Além do ressarcimento dos prejuízos da Petrobras e da colaboração com as investigações, o acordo estabelece mecanismos destinados a assegurar a adequação e a efetividade das práticas de integridade da empresa, com o aprimoramento de seus programas de compliance, nos termos dos artigos 41 e 42 do Decreto 8 420/2015.

O acordo firmado com o Ministério Público Federal é parte de um acordo global, firmado concomitantemente no Brasil e nos países que são sede da empresa, Estados Unidos e Reino Unido. A empresa relatou às autoridades desses países detalhes sobre pagamentos feitos a intermediários em outros onze países, além do Brasil. De acordo com Orlando Martello, procurador da República e membro da força-tarefa, “isso decorre do elevado grau de maturidade das cooperações internacionais e reflete a credibilidade que as autoridades brasileiras responsáveis pelo combate à corrupção ganharam no cenário mundial, em padrões de qualidade equivalente ao dos principais órgãos análogos no exterior”.


Vestibulinho
Sai a lista de classificados na Etec ‘Massuyuki Kawano’

          A Escola Técnica “Professor Massuyuki Kawano", em Tupã, divulgou a lista de classificados no vestibulinho e a relação dos classificados em 1ª chamada, dentro do número de vagas disponiveis em cada curso.

A classificação completa o candidato pode obter acessando o site em que fez a inscrição (www. vestibulinho etec.com.br), ou nos murais da escola que atenderá das 8 às 19h30 min nos dias de matrículas.
Caso o candidato aprovado em 1ª chamada não compareça para fazer sua matrícula, após o período, a escola irá convocar em 2ª chamada, seguindo a lista de classificação.

Cursos técnicos

Os documentos necessários para a matrícula dos cursos técnicos são: 2 fotos 3x4 (recentes), RG, CPF, título de eleitor, reservista (se homem), certidão de nascimento ou casamento, histórico do ensino fundamental, histórico do ensino médio ou declaração de conclusão ou declaração de matrícula (caso esteja cursando o ensino médio), e a contribuição única para a APM de R$ 80,00.
Ensino médio e ETIM
Os documentos necessários para a matrícula no ensino médio e ETIM: 2 fotos 3x4 (recentes), RG, CPF, certidão de nascimento, histórico ou declaração de conclusão do ensino fundamental, declaração de transferência (não serão aceitos alunos com dependência de matéria na escola de origem), e a contribuição à APM de R$ 80,00 (anual).

Período
As matrículas serão feitas nesta quinta e sexta-feira, dias 19 e 20, das 8 às 19h30 min. Para o ensino médio foram convocados os 120 primeiros colocados; médio integrado (ETIM), 38 primeiros colocados; cursos técnicos, 40 primeiros colocados de cada curso
Vale ressaltar que o não comparecimento na data implica em perda da vaga, e a escola continuará a convocar os demais seguindo a ordem de classificação.

Atendimento
A Etec de Tupã fica na Rua Bezerra de Menezes, 215, Vila Independência. Para maiores informações, os telefones são (14) 3496-1520 ou (14) 3491-5393. O site da Etec é: www. etectupa. com.br


Clima
Previsão é de mais chuvas para os próximos dias

          A chuva não deu trégua. Em todo o Estado, desde domingo já causou vários problemas. A chuva que vem se acumulando nos últimos dias elevou o nível dos rios. E as áreas de instabilidade que estão sobre a região serão reforçadas nos próximos dias. A previsão é de mais chuva e o nível dos rios deve subir ainda mais.
Já o calor intenso do Verão, com temperaturas acima da casa dos 30 graus, seguirá dando trégua nesta semana. Segundo o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), em Bauru, a possibilidade de chuvas intensas não está descartada.
Hoje, o tempo continuará instável, com muitas nuvens e probabilidade de chuvas. De acordo com o meteorologista Thiago Guerreiro Ferreira, do IPMet, as condições de instabilidade aumentarão e as temperaturas ficarão mais amenas a partir de amanhã, devido à passagem de uma frente fria pelo Oceano Atlântico.
Áreas de instabilidade se formam em grande parte do Estado de São Paulo, deixando o tempo instável, com muitas nuvens e com áreas de chuvas acompanhadas por trovoadas isoladas a qualquer hora do dia.
Hoje, quarta-feira, e amanhã, quinta-feira, as condições de instabilidade aumentarão, devido ao avanço de uma nova frente fria, que deverá se deslocar pelo Oceano Atlântico, na altura do litoral paulista, favorecendo a formação de nebulosidade e a ocorrência de chuva em várias regiões do Estado, incluindo a de Tupã.

Previsão

A previsão para esta quarta-feira é de algumas pancadas e trovoadas. Podem ocorrer pancadas de chuva a qualquer hora do dia e da noite. O céu terá muitas nuvens de manhã. A máxima será de 28 graus e a mínima de 22 graus. Deve chover o total de 13 mm. A previsão é a mesma para amanhã, quinta-feira. Poderá chover até 16 mm. Pancadas de chuva estão previstas para a tarde e a noite.
A partir de sexta-feira, a temperatura será mais amena, com máxima de 27 graus e mínima de 19 graus. A previsão é de trovoada localizada e chuva com trovoada. A sensação térmica cairá para 33 graus durante o dia e 18 graus durante a noite.


Obras
Chuva cria novos pontos de alagamento

          O período chuvoso aumentou a preocupação dos moradores que residem em áreas de risco, com a possibilidade de novos alagamentos. Os principais problemas encontrados na cidade são nas regiões baixas, que acumulam as águas da chuva, formando velhos pontos de alagamento e prejuízo aos moradores.
Tupã não possui bom histórico em períodos de chuva. As principais obras - e mais caras do município - foram construídas para solucionar os problemas causados com a falta de infraestrutura.
No ano de 2010, a prefeitura licitou obras de macrogrenagem, orçadas em cerca de R$ 25 milhões, algo até o momento inédito. O tempo passou, as obras “emperraram” e muitos moradores, principalmente os ribeirinhos, são os mais prejudicados por falta de medidas efetivas por parte do Poder Público.
Por causa dos estragos causados com as precipitações, a Prefeitura de Tupã classificou no ano passado a região da Rua Manoel Ferreira Damião como área de risco. Casas foram atingidas por uma erosão formada no local, que terminou em desabamentos parciais e estragos na rede coletora de águas pluviais e de esgoto.

Um casal de idosos, que reside na Rua Manoel Ferreira Damião nº 787, teve a estrutura de sua casa atingida. Eles perderam parte do quintal. Sem poder se abrigar na residência, o casal se mudou para um cômodo vizinho, de forma provisória, por mais de um ano. Até agora, os prejuízos ainda não foram ressarcidos pela prefeitura.
Para amenizar os impactos causados pela erosão, a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura priorizou o aterro dessas áreas de risco. Paralelamente, a pasta tenta concluir a canalização que ocorre no braço esquerdo do Córrego Afonso XIII, em um trecho de cerca de 180 metros, situado entre as ruas Manoel Ferreira Damião e Francisco Turra. Até o momento, cerca de 130 metros do córrego foram canalizados. “Mas por causa das chuvas, a obra está paralisada. Não há como mover as máquinas até o local”, disse o arquiteto Luiz Henrique de Souza.

Para agilizar os trabalhos, a pasta busca um acordo com a empresa Consórcio Tupã Ambiental, vencedora da licitação para retomar as obras paralisadas.
O arquiteto explicou que apenas a canalização entre as ruas Manoel Ferreira Damião e Francisco Turra não resolverá os alagamentos que ocorrem naquela região. “Isso dependerá da conclusão de todo o projeto de macrodrenagem”, afirmou.
Para que isso ocorra, o arquiteto explicou que o “piscinão” construído na Rua Brasil tem que entrar em funcionamento, pois hoje está aberto e não capta as águas das chuvas. “O projeto do ‘braço’ esquerdo acontecerá desde a Rua Brasil, Caingangs, até a ponte da Rua Tupinambás, próximo à ‘Praça dos 500 anos’”, afirmou. “Demos prioridade para atender os moradores da área de risco, com obras emergenciais porque as casas estavam ‘penduradas’”, acrescentou.

Ponto histórico
Outro ponto histórico de alagamento poderá continuar ainda por muito tempo. Trata-se da passagem existente na baixada da Rua Caingangs, na esquina da Manoel Ferreira Damião, onde nenhuma administrador até agora conseguiu resolver o problema.


Praça da Bandeira
Fonte luminosa ainda continua desativada

          Mais uma vez, a fonte luminosa da Praça da Bandeira está desativada. Um dos mais bonitos cartões postais de Tupã, a fonte é um dos locais “esquecidos” pela administração municipal. Mesmo ainda nas administrações passadas, pouca coisa foi feita pela fonte.
Alguns moradores reclamam do não funcionamento da fonte luminosa. Tupãenses relembram com saudades da época em que o atrativo coloria e refrescava as noites no tradicional “footing”.
A fonte foi desativada há algum tempo e agora o aspecto é de abandono. Com as chuvas atuais, a água acumula. O problema é que não adianta reformar a fonte se não houver manutenção. Há várias rachaduras na base da fonte. O problema foi diagnosticado, recentemente, com vazamento total. Estava previsto um reparo, que não aconteceu.
Segundo o vice-prefeito Caio Aoqui, a fonte precisa de manutenção. “Ficou sem água e não pode, causa danos e problemas para a fonte. O assunto está com a secretária de Planejamento, Jeane Rosin”, disse. Já a secretária não retornou a ligação da reportagem.

Fonte
A fonte luminosa da Praça da Bandeira é considerada uma das atrações de Tupã. Principalmente por sua localização, a fonte recebe muitos visitantes, quando ligada.
A Praça da Bandeira é considerada um dos cartões postais da estância e, por isso, merece toda a atenção do governo municipal. O espaço precisa urgente de uma reforma.
Desde que foi instalada, a fonte luminosa foi prestigiada por muitos tupãenses, principalmente aos domingos, após a missa dominical da Matriz de São Pedro. Quando acionada, a fonte luminosa atrai principalmente as crianças, que ficam admiradas com as acrobacias das águas.

Memória
Muitos tupãenses guardam na memória o belo espetáculo que a fonte, através das “águas dançantes”, proporcionava nos fins de tarde e nas noites na Praça da Bandeira, há anos. As águas eram acompanhadas por música, na época. O movimento parecia que era sincronizado. A apresentação encantava os olhos do público. Hoje, porém, isso não acontece. Aliás, a fonte nem sequer pode ser ligada.
Muitas crianças, naquele tempo, hoje adultas, costumavam perguntar como as águas mudavam de cor tão facilmente. Hoje, as cenas se tornaram lembranças de um passado mais belo, inocente e bonito.
“Faz anos que não vejo”, lamentou a estudante Beatriz Segolim. A comerciante Aline Gomes contou que apreciava a fonte, há alguns anos. “Eu vi em um Natal, achei o máximo quando vi, porque é super raro ser acionada. Mas também faz uns bons anos isso”, contou.
Outra tupãense contou que o cenário da fonte, hoje, é lamentável. “Via quando eu era pequena e nas épocas festivas (perto de festas juninas e Natal), mas realmente faz um tempão que a fonte não funciona. Passei lá esses dias e, além de estar suja, tinha água parada. É até perigoso ter larvas de mosquito da dengue. Me lembro que uma vez tinham até luzes coloridas e foi super bonito apreciar, mas faz um tempão. Seria legal reativar a fonte”, opiniou Thaisa Romera.
A estudante Nayane Benedetti também se recorda da fonte. “Eu me lembro que toda vez que eu saia da missa eles ligavam, todos ficavam olhando, era lindo, mas isso há muitos anos”, disse.
Na oportunidade, tupãenses lembraram também da fonte em frente a Igreja São Judas, que há anos está desativada e sem manutenção.


"FeirArt"
Primeira edição deste ano reuniu grande público

          A primeira edição da "FeirArt" deste ano, realizada no último sábado, superou todas as expectativas, atraindo um grande público ao Distrito de Varpa. O evento, criado em 2013, chegou à 40ª edição com fôlego renovado, graças à parceria entre a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, a comissão organizadora e a iniciativa privada, representada pela empresa 3W Eventos, que cedeu a tenda utilizada pelos artesãos.

O vice-prefeito e secretário de Cultura e Turismo, Caio Aoqui, agradeceu a confiança e participação dos artesãos. “Queria agradecer imensamente a receptividade de vocês. Agradecer a confiança da comissão organizadora e o carinho de todos; agradecer aos nossos vereadores, que têm prestigiado os nossos eventos; e parabenizar o vereador Charles, que é um grande incentivador da "FeirArt". A administração tem que reconhecer, valorizar, apoiar e aprimorar aquilo que foi construído no passado e que tem dado certo. Fiz questão de conversar com todos os artesãos e pude constatar como esse projeto tem feito a diferença na vida de muita gente, ajudando a complementar a renda familiar. O prefeito Ricardo Raymundo, toda a nossa equipe e eu vamos fazer o máximo possível para promover o bem comum da nossa cidade. É para isso que estamos aqui e foi para isso que a população de Tupã nos confiou seu voto”.

Caio também elogiou a união dos artesãos, que têm procurado fortalecer a "FeirArt" para beneficiar a todos e agradeceu o apoio do empresário Wagner Luques, que cedeu a tenda usada no evento. “Ele compreendeu as dificuldades econômicas que estamos enfrentando neste início de ano e, gentilmente, cedeu uma grande tenda para que pudéssemos abrigar todos os artesãos com segurança, oferecendo todas as condições para que possam expor e vender os produtos. Então a gente só tem que agradecer e trabalhar cada vez mais para fomentar mais eventos como esse, ajudando cada tupãense a ter oportunidade não só de vender, mas também de desfrutar de momentos de lazer como esse”, finalizou Caio.

O vereador Charles dos Passos, que foi um dos responsáveis pela implantação do projeto na gestão anterior, falou do orgulho e satisfação de poder continuar fazendo parte da "FeirArt". “É muito gratificante continuar fazendo parte da "FeirArt", um projeto que conseguimos implantar em Varpa, a pedido dos artesãos e produtores do distrito e que, graças à união de todos, já existe há mais de 3 anos”.

Ao lado do também vereador Eduardo Edamitsu, Charles também agradeceu ao novo governo, através do prefeito Ricardo Raymundo e do vice-prefeito e atual secretário de Cultura e Turismo, Caio Aoqui, que não mediram esforços para dar continuidade aos projetos culturais, apesar da grave crise financeira enfrentada pela prefeitura. “A nova administração já deu provas de que está interessada em fazer o melhor, não só por Varpa, mas por Tupã. O que é mais importante e mais significativo nessa nova gestão, é o interesse de unir as forças em benefício do coletivo. Por isso, vamos trabalhar juntos para viabilizar aquilo que a população realmente necessita”, comentou.

A presidente da comissão organizadora da "FeirArt", Silvana Nakamura, falou das dificuldades de realizar o evento sem parcerias e agradeceu o apoio da 3W Eventos e da prefeitura, que foram imprescindíveis para a realização da feira. “Além de agradecer à comunidade de Varpa, que está sempre junto com a gente, gostaria de agradecer ao vice-prefeito Caio Aoqui, porque são nos pequenos gestos que podemos identificar as grandes pessoas. E ele realmente tem se empenhado em nos ajudar. E também não podemos deixar de agradecer ao Charles dos Passos, que foi quem trouxe a "FeirAr"t para Varpa e a quem a gente também tem uma eterna gratidão”, agradeceu.

Elogios dos artesãos

Apesar do curto espaço de tempo para realizar a primeira edição da FeirArt deste ano, os artesãos foram unânimes em elogiar a organização do evento, que reuniu participantes não só de Varpa, mas também de Tupã e até de outras cidades como Queiroz, Arco-Íris e Bauru.
Olga Padovitte, que comercializa doces, bolos e petiscos típicos da Letônia, agradeceu a prefeitura por retomar a "FeirArt", destacando que a feira é uma grande oportunidade para as pessoas conhecerem a culinária leta. “Eu trabalho com produtos gastronômicos letos, tudo artesanal, tudo feito em casa. E a "FeirArt" é uma grande oportunidade para as pessoas conhecerem a nossa culinária. E felizmente a aceitação tem sido muito boa”, afirmou.
Já a artesã Frida Medeiros, da cidade de Bauru, revelou que já morou em Varpa quando era criança e que faz questão de voltar ao distrito em todas as edições da "FeirArt". “Eu sempre gostei de fazer artesanato e venho à FeirArt de Varpa desde sua primeira edição. Acho esse evento muito bom, e o pessoal está animado para expor os artesanatos e seus produtos. Eu, que comercializo tapetes, bordados à mão, mandalas e roupas de lã, aproveito para expor meus produtos e visitar meus amigos e familiares”, afirmou.
Jair Pinheiro, que faz parte do projeto Feira do Produtor Rural, uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), prefeitura e Sindicato Rural, destacou que a "FeirArt" é mais uma oportunidade para os produtores exporem e comercializarem seus produtos. “Muita gente ainda não conhece a Feira do Produtor Rural, então a "FeirArt" é uma grande oportunidade para as pessoas conhecerem o projeto, que tem por objetivo evitar a figura do atravessador, ampliando as oportunidades de comercialização para os pequenos agricultores e ao mesmo tempo oferecendo aos consumidores produtos de qualidade e com preços mais em conta”, declarou.

Trabalhando com produtos de EVA, jornal, crochês e bordados em guardanapos, a artesã Dominicida da Silva, mais conhecida como “Doca”, disse que deixou o projeto temporariamente para trabalhar com idosos e falou da alegria em voltar a fazer parte do evento. “Eu trabalhava com idosos e parei um tempo. Depois continuei com meu grupo, e fui muito bem recebida. É uma honra ser convidada e participar desse projeto. Se depender de mim, vou fazer o possível para que a "FeirArt" cresça cada vez mais, beneficiando cada vez mais pessoas”, afirmou.


Religião
Escola de comunicação será lançada em fevereiro

          A partir de fevereiro, a Diocese de Marília vai oferecer para todas as paróquias uma escola de comunicação. Segundo as informações do seminarista Tiago Barbosa, que acompanha a pastoral da comunicação da Diocese, a escola de comunicação se chamará Paulo Apóstolo. “E o objetivo dessa escola é oferecer de maneira homogênea, em toda Diocese, uma capacitação comunicacional aos nossos leigos. Então todos os paroquianos, de todas as paróquias, podem participar. O objetivo é que nós consigamos, por meio de 6 disciplinas, passarmos uma formação sólida para que todas as paróquias possam trabalhar em comunhão. Nós escolhemos 6 disciplinas para apresentar ao público”, explicou.
As disciplinas escolhidas são: pastoral e comunicação, produção de texto, igreja e redes sociais, fotografia, diretório de comunicação da igreja no Brasil e marketing católico. “A partir dessas 6 disciplinas, nós queremos oferecer aos nossos leigos e leigas uma formação sólida, nas áreas de comunicação, sempre apresentando a doutrina social da igreja e, a partir disso, como nós podemos capacitá-los para que eles possam enfrentar os meios de comunicação e mídias digitais, com testemunho e também profissionalismo. Esse é o nosso objetivo, para que todas as paróquias tenham uma pastoral da comunicação institucionalizada e que possam trabalhar principalmente com coerência”, acrescentou o seminarista.
Por se tratar de uma região grande, a Diocese vai oferecer o curso em 3 polos.
Para a região 1, que compreende as paróquias das cidades de Garça a Oriente, o polo vai ser na cidade de Marília, no Centro Diocesano Pastoral.

Na região 2, de Herculândia a Adamantina, que inclui Tupã, o pólo vai ser na Paróquia São José, de Osvaldo Cruz. E para as cidades de Flórida Paulista até Panorama, que compreendem a região 3, o pólo vai ser na Paróquia Santa Genoveva, de Irapuru.
As 6 aulas acontecerão nos meses de abril, junho, julho, agosto, outubro e novembro. “Essas disciplinas vão variar os polos. Cada polo receberá uma aula em uma tarde de uma disciplina. Os professores são membros da equipe de comunicação da Diocese. Todos são capacitados na respectiva área em que vão trabalhar”, explicou ainda Tiago Barbosa.

Os interessados podem procurar a página social da Diocese no Facebook “Diocese de Marília”, que possui um link para fazer a inscrição. “Nessa inscrição, é preciso colocar nome, endereço, telefone, paróquia e sua diocese. Em seguida, receberá no email confirmação e depois de alguns dias a programação completa da escola e principais indicações”.

A aula inaugural será dia 18 de fevereiro. “Será uma para os 3 polos na Paróquia Imaculada Conceição de Parapuã. A aula inaugural vai contar com a assessoria do padre Marcos Vinícius, do Clero de Guarulhos, que é o coordenador estadual da pastoral da comunicação”, finalizou Tiago.


Unesp
Abertas inscrições para concurso de professor substituto

          A Faculdade de Ciências e Engenharia da Unesp – Câmpus de Tupã, informa que estão abertas as inscrições para os concursos públicos de professor substituto para o 1º semestre de 2017.
Estão sendo oferecidas duas vagas, uma na disciplina de informática e a outra no conjunto de disciplinas de gestão ambiental e metodologia científica I.

O período de inscrições começou ontem, dia 17, seguindo até o próximo dia 23, sendo exigida a titulação mínima de graduação e o pagamento da taxa no valor de R$ 87,00.

O salário mensal é de R$ 867,92 para a jornada de 12 horas/semanais. Para maiores informações, os editais estão disponíveis no site www.tupa. unesp.br, menu “Concursos”, ou pelo telefone (14) 3404-4204.



Correios se preparam para virar operadora de telefonia em fevereiro

          Os Correios vão virar uma operadora de celular a partir de fevereiro. Batizada de MVNO, sigla em inglês, a novidade móvel virtual tem como alvo o público das classes C e D e pretende apostar na alta capilaridade dos serviços, com 12 mil agências.
Com a autorização do Ministério das Comunicações, a criação da operadora tem como proposta alcançar um milhão de usuários até o fim do ano. Segundo informações do Olhar Digital, os Correios fecharam acordo com uma empresa para prestar serviços, já que não haverá estrutura própria.
Como MVNO, os Cor-reios não terão infraes-trutura própria. A estatal fechou acordo com a empresa EUTV, também conhecida pelo nome fantasia Surf Telecom, para prestação do serviço. Curiosamente, a Surf também é uma MVNO, que usa a infraestrutura da TIM para operar nacionalmente.
Inicialmente, a ideia da estatal é comercializar somente planos pré-pagos. Os chips e as recargas poderão ser compradas nas agências pelo Brasil.


São Francisco
Funcionários do hospital entram em greve hoje

          Funcionários do Hospital São Francisco iniciarão às 6 horas da manhã de hoje uma greve por tempo indeterminado, reivindicando melhores condições de trabalho e pagamentos não efetuados pela diretoria.

O presidente da subsede Tupã do Sinsaúde (Sindicato da Saúde de Campinas e Região), Orides Sávio Vivi, explicou que até a tarde de ontem a diretoria do hospital não tinha apresentado nenhuma contraproposta para negociar o fim do estado de greve. “Eles nos trouxeram a escala dos funcionários, que será definida amanhã (hoje), durante a greve”, afirmou o presidente, ao destacar que o hospital possui cerca de 250 trabalhadores. “Não sabemos quantos funcionários vão aderir à greve”, acrescentou. A previsão é de que os funcionários se unam ao movimento gradativamente.
Vivi salientou que os grevistas irão se reunir na frente do hospital para definir a escala de atendimentos. Segundo a legislação, há setores que devem prestar 70%, 50% e 30% dos atendimentos durante a greve. “A greve continuará por tempo indeterminado, até que haja uma contraproposta do hospital”, enfatizou.

Devido a crise no setor, a Secretaria Municipal de Saúde autorizou o aumento de repasses aos hospitais em 50%, a partir do dia 1º de fevereiro, passando de R$ 40 mil para R$ 60 mil, para auxiliar as despesas das entidades hospitalares e o pagamento dos funcionários.

Reivindicações

O sindicato explicou que a diretoria do hospital não concedeu reajuste salarial de 9,82% definido em convenção coletiva nº 206/2017, não pagou integralmente a gratificação natalina correspondente à 1ª parcela (pagou apenas 25%) e a 2ª parcela do benefício, não pagou os salários no quinto dia útil como prevê a convenção, não forneceu cesta básica nos meses de dezembro de 2016 e janeiro de 2017, não possui depósito do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), não pagou férias vencidas no prazo estipulado por lei, atrasa constantemente os repasses dos empréstimos consignados ao banco, ocorrendo várias ameaças de negativação por meio de correspondências e telefonemas, e não concedeu folga aos trabalhadores pelo dia 12 de maio (feriado do Dia do Trabalhador da Saúde).


Paraguaçu
Motorista morre depois de cair em cratera de 10 metros

          Um acidente matou uma pessoa e deixou outras feridas na madrugada de ontem, terça-feira, por volta das 4h30 min, na vicinal que dá acesso ao bairro rural Campinho, em Paraguaçu Paulista.
Uma cratera se abriu por causa da chuva que atingiu a localidade. Isso levou um caminhão que transportava leite, um VW/Gol, um carro Ford/KA e uma moto a caírem no buraco.
O motorista do Ford/KA morreu. Já o motociclista e outras cinco pessoas foram resgatadas com vida. Equipes dos bombeiros de Assis e Paraguaçu Paulista trabalharam no resgate do motorista do caminhão e localização de outras vítimas.



Suspensa a prática de comércio ambulante ou eventual em Tupã

          O prefeito José Ricardo Raymundo assinou o decreto nº 7.951, já publicado, que suspende, provisoriamente, toda e qualquer atividade de comércio ambulante ou eventual, prevista no Código Tributário do Município, ficando também suspensas as autorizações já expedidas.

A decisão considera que compete à administração regulamentar a atividade varejista informal, também em função da segurança, da higiene, da saúde pública e da proteção ao interesse público advindo do funcionamento dos estabelecimentos comerciais com situação jurídica, fiscal e tributária plena e permanente regularizada sob exigências da legislação.
A decisão delega competência à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Comércio Exterior para credenciar e autorizar a execução de serviços dessa natureza, definindo locais, horários e a identificação dos produtos cuja comercialização seja autorizada, inclusive e, quando for o caso, no entorno dos espaços destinados à realização de eventos ocasionais no município, devendo o interessado fazer o pagamento prévio da Taxa de Fiscalização para o Exercício da Atividade de Comércio Ambulante ou Eventual.
A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Comércio Exterior promoverá o cadastramento ou o recadastramento de interessados na prática do comércio ambulante e organizará o Sistema de Cadastro para essa atividade informal, cuja prática irregular sujeitará os infratores ao pagamento de multa equivalente a 5 UFMs, ou R$ 382,85


Poupatempo
Saiba como agendar horário de atendimento pelo celular

          Os usuários do Poupatempo contam com uma versão ainda mais moderna do aplicativo SP Serviços. Atualizado tanto no sistema Android como no iOS, o app informa o cidadão sobre a unidade mais próxima e a que ele mais frequenta, com geolocalização para facilitar o acesso.
Com esta versão inteligente, a proposta é evitar filas de usuários que vão aos postos sem fazer o agendamento prévio.
Com as inovações, é possível fazer mais de um agendamento para diferentes órgãos, como Detran.SP e Instituto de Identificação (IIRGD). Além disso, é possível conferir no Portal do Poupatempo os agendamentos feitos no aplicativo e vice-versa. A senha e login agora são iguais para o portal e para o aplicativo.
O agendamento existe para distribuir a demanda e evitar o desconforto da espera, permitindo que o cidadão escolha o dia e a hora para ser atendido. Mas, metade dos cidadãos ainda vai diretamente sem agendar, correndo o risco de perder a viagem.
Outras opções para marcar horário são por meio do portal do Poupatempo ou pelo Disque Poupatempo.

Apesar das alternativas disponíveis, quase metade dos cidadãos atendidos por dia ainda vão ao Poupatempo sem agendar, correndo o risco de perder a viagem ou enfrentar espera.



Confira abaixo como fazer agendamento no Poupatempo pelo celular

         
1) Na loja de aplicativos do celular (*) busque o aplicativo ‘SP Serviços’.
2) Clique em baixar o programa e abra o SP Serviços.
3) Clique em ‘Agendamento’
4) Digite login e senha. Ou cadastre-se (**).
5) Clique em ‘Novo agendamento’ e escolha o serviço que deseja realizar.
6) Escolha uma das opções: data ou local (unidade do Poupatempo).
7) Se você clicar em Local, o aplicativo indica a unidade mais próxima ou a que você mais frequenta, além da lista completa.
8) Você também pode clicar em ‘Mapa’ e digitar o CEP da sua região. O aplicativo mostra onde você está e as unidades mais próximas.
9) Ao escolher a unidade, o aplicativo indica as datas disponíveis. Escolhendo a data, veja os horários livres.
10) Confirme o agendamento e o aplicativo inclui o compromisso na sua agenda pessoal (***)
Observações:
* Google Play no sistema Android ou App Store no iPhone)
** Se já se cadastrou no portal do Poupatempo, use o mesmo login e senha.
*** Você também pode visualizar o agendamento no portal. Agendamentos feitos no portal podem ser visualizados no aplicativo


Educação
Secretaria estadual define datas de atribuição de aulas para 2017

          A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial o cronograma de atribuição de aulas de professores para o ano letivo de 2017. O processo terá início no próximo dia 23, seguindo até o dia 31. Os novos docentes concursados e que já tomaram posse também participam da escolha.

No dia 23 de janeiro, a atribuição acontece exclusivamente nas unidades de ensino, para os professores que são titulares de cargo. Na mesma data, os docentes optarão pela constituição, composição e ampliação da jornada de trabalho e ainda pela carga suplementar de trabalho docente.

Na terça-feira, dia 24, a escolha é aberta ao mesmo grupo de professores na sede das diretorias regionais de ensino, no período da manhã. Mas é direcionada aos profissionais que não completaram a jornada em uma única escola. À tarde, os docentes titulares de cargo que atuam nos projetos da secretaria, como CEEJAs (Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos) e CELs (Centros de Estudo de Línguas).
Os educadores que serão reconduzidos para aulas no sistema prisional, Fundação Casa, Sala de Leitura e professores-mediadores terão atribuição também no dia 24, no período da tarde, na sede da Diretoria de Ensino. Nos dias seguintes, seguirá a atribuição de aulas para os docentes considerados estáveis e os com contrato temporário vigente.
Vale lembrar que o piso dos professores paulistas é cerca de 9,5% menor do que o piso nacional, reajustado recentemente pelo Ministério da Educação. O piso nacional do magistério é de R$ 2.298,80 e o estadual, de R$ 2.086,93.

Volta às aulas em SP

O retorno às salas de aula de alunos e professores está marcado para 2 de fevereiro. O calendário garante o cumprimento dos 200 dias letivos. Os professores começarão a atuar no dia 1º de fevereiro.


SP-294
Alagamento deixa carro ilhado e trânsito paralisado

          O km 622 da Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros”, a SP-294, em Pacaembu, ficou alagado na tarde de segunda-feira (16), após uma chuva que atingiu a cidade.
Conforme a Polícia Militar Rodoviária, que atendeu a ocorrência, o trânsito ficou paralisado por mais de uma hora, tendo sido normalizado e liberado por volta das 16 horas. Devido à situação, uma fila de aproximadamente três quilômetros, de cada lado, foi formada.
Segundo a polícia, por volta das 14h40 min, a equipe foi acionada para ir ao local, onde existe um pequeno córrego. Este foi o primeiro registro de alagamento naquele trecho, ainda de acordo com a corporação.
O funcionário público Renato Vieira de Brito, de 32 anos, passava pela rodovia e registrou a situação do local no momento do alagamento. Ele relatou que é de Junqueirópolis e seguia no sentido de Adamantina, por volta das 14h40 min, quando notou o trânsito parado e viu a água na pista. “Um motorista tentou passar pela água e ficou ilhado, mas conseguiu sair do carro”, contou.
Conforme Brito, a situação estava “caótica”. “Aguardei mais de uma hora, mas precisei voltar para trás, pois ainda não estava liberado. Isso por volta das 16h10 min”, relatou.
Ainda de acordo com o funcionário público, ao retornar, no sentido de Junqueirópolis, a fila de veículos chegava a cerca de dois quilômetros.
Esta é a primeira vez que Brito se depara com um alagamento no trecho. “Dizem que havia uma represa, que estourou, mas não dava para distinguir, e choveu bem forte ali”, comentou. Segundo ele, ao longo da rodovia era possível ver várias poças de água, porém, o ponto mais “crítico” era o km 622.

Outro lado
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que uma equipe realizou uma vistoria no trecho ontem, terça-feira, para a “verificação do sistema de drenagem”. “É importante ressaltar que a urbanização do entorno da rodovia, muitas vezes sem planejamento, acaba por sobrecarregar a drenagem existente, projetada para a captação de águas da própria pista”.


Região
Rio Feio transborda na ligação entre Pacaembu e Mirandópolis

          A estrada vicinal que liga a região da Nova Alta Paulista, através da cidade de Pacaembu, à região Noroeste, em Mirandópolis, ficou interditada devido à chuva. Houve transbordamento do Rio Aguapeí, também conhecido como Rio Feio.

O nível da água no Rio Feio subiu e avançou sobre a pista, impedindo a circulação de veículos nos dois sentidos de direção. As alternativas para quem quisesse acessar as duas regiões poderia se dar pela Rodovia Plácido Rocha (Adamantina/Valparaíso) e SP-563, a Rodovia da Integração (Tupi Paulista/Andradina).



Governo federal terá ‘poupatempo’ digital

          Por Adriana Fernandes e Murilo Rodrigues Alves

Brasília (AE) - O governo vai oferecer todos os serviços públicos em uma plataforma online. A medida faz parte de ampla reforma da gestão pública, que o presidente Michel Temer vai anunciar em março para melhorar o atendimento da população e buscar reduzir custos com a máquina governamental, incluindo gastos com pessoal.
A meta é buscar economia semelhante à resultante da prática de digitalização em outros países. O custo pode cair a 5% do que é desembolsado hoje. Estudos apontam que a média do gasto em quatro países (Canadá, Reino Unido, Noruega e Austrália) caiu de US$ 14,09 em cada atendimento presencial para US$ 0,39 no serviço online.
Numa única plataforma online, o cidadão poderá encontrar todos os serviços do governo federal, uma espécie de Poupatempo digital. Para autenticar a veracidade da pessoa que fez o pedido, o governo federal já assinou um acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para utilizar o banco de dados de biometria do órgão, que já tem a identificação de 55 milhões de digitais dos eleitores. Ainda está em curso e recadastramento biométrico do restante dos eleitores em todo o País.

“Vamos unificar o canal de atendimento. A medida vai provocar redução das despesas com custeio e pessoal”, disse o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira. “O objetivo não é demitir pessoas, mas reduzir o custo do Estado “ Ele não apresentou valores, mas disse que a economia poderá chegar a bilhões de reais para os cofres públicos. Em média, o custo do atendimento online é 20 vezes menor que o presencial.
Para o cidadão, a economia é ainda maior. Segundo estudo da experiência na Espanha, a digitalização desses serviços proporcionou economia 8,5 vezes superior à do governo para a população. O cálculo levou em conta que para pedir um documento ou requerer outro serviço, o trabalhador perde um dia de trabalho, precisa se locomover para a agência, gasta tempo na fila, etc.
O ministro diz que no Brasil o relacionamento do cidadão com o Estado é ultrapassado, burocrático, muito lento e tradicional. Para ele, o serviço público não avançou na digitalização como outras instituições, como a rede bancária. O Brasil possui 102 milhões de usuários de internet, mas - segundo dados oficiais - 64% daqueles com mais de 16 anos nunca interagiram online com um órgão público.
Oliveira acredita que o brasileiro não tem resistência a novas tecnologias. Uma prova, segundo ele, foi o uso do cartão do INSS para o recebimento dos benefícios. Havia o temor de que ele não seria usado adequadamente e hoje até o comércio utiliza o plástico. O exemplo mais acabado citado por ele no atendimento digital no setor público foi o da Receita Federal.


Educação
IFSP abrirá matrículas para novos cursos

          As matrículas para os cursos técnicos integrados ao ensino médio de eletrônica e eletrotécnica oferecidos pelo IFSP (Instituto Federal São Paulo), Câmpus Avançado de Tupã, acontecerão nos dias 24 a 27 de janeiro, com 40 vagas disponíveis para cada curso.
As aulas do primeiro semestre acontecerão entre os dias 6 de fevereiro a 6 de julho, das 7h40 min às 16 horas. “Abriremos mais uma turma de técnico em eletrônica, noturno, com 40 vagas, em julho de 2017. O processo seletivo ocorrerá em maio/junho de 2017”, explicou o diretor do IFSP, Caio Marcus Dias Flausino.
O IFSP, Câmpus Avançado de Tupã, oferecerá cursos de extensão, de 40 a 140 horas, como: inglês, espanhol, japonês básico, teatro, linguagens de sinais - Libras, inclusão digital - informática básica, programação JAVA, Auto Cad 2D, instalação de aparelhos de ar condicionado, assistente de administração, preparatório para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e vestibulares.
Flausino explicou que as inscrições para os cursos de extensão serão iniciadas no dia 30 de janeiro e as aulas ocorrerão entre os meses de fevereiro a março, dependendo do curso escolhido. “No segundo semestre, abriremos novas turmas dos cursos de extensão”, afirmou.
O IFSP pretende oferecer ainda um curso de pós-graduação (especialização) na área de educação, com 30 vagas disponíveis. As aulas estão planejadas para começar no mês de agosto deste ano. “O processo seletivo, para concorrer a uma das vagas, deve ocorrer em maio/junho de 2017”, adiantou o diretor.


sobe.gif (937 bytes)


| Home | Economia | Geral | Sociedade | Policial | Esportes | Política | Variedades |Expediente |E-mail

Hosted by UNISITE - Todos os direitos Reservados