jdiario@diariotupa.com.br

UPA
Unidade atende média de 230 pessoas por dia

          Por causa da alta demanda referente às consultas médicas, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) atende, em média, 230 pessoas por dia, contando com o auxílio de 76 funcionários. Deste total, 7 são médicos. O atendimento é oferecido à população gratuitamente, no período de 24 horas, por meio de especialidades clínicas.
As especialidades oferecidas pela UPA são a clínica médica e a pediatria. Nos casos em que o paciente encontra-se em situação emergencial de saúde, o mesmo é estabilizado na UPA pelo médico e, sendo necessária a hospitalização, a unidade conta com uma escala de 7 especialidades médicas com plantão à distância, agilizando e auxiliando dessa forma a internação, o que auxilia na minimização dos agravos e sequelas que certas patologias podem ocasionar.
A enfermeira coordenadora da UPA Erika Doreto Blaques, destacou que a população pode ficar tranquila quanto aos atendimentos, pois segundo ela a Unidade possui um quadro de profissionais capacitados para a realização de exames. “Toda a equipe é extremamente competente e já atua na área da saúde há um bom tempo, inclusive também trabalha em outros hospitais e instituições de saúde do munícipio. O número de médicos é suficiente para o atendimento da população”, disse.

Pediatria
Erika informou que a média de atendimentos clínicos realizados na UPA gira em torno de 150 a 200 por dia. “Para pediatria, nos períodos de trabalho, que vão de segunda e terça, e quinta e sexta, das 8 às 11 horas, a procura por atendimento em média é de 10 a 12 crianças por dia.

Distritos
Vale lembrar que a UPA não oferece transporte aos distritos. “O transporte oferecido pela UPA está destinado ao retorno dos pacientes atendidos na unidade. É feito para crianças de colo, gestantes, idosos, cadeirantes, acamados, pacientes com deficiência física e transtorno mental”, explicou.

Atendimento
Para ser atendido na UPA, é importante ter em mãos um documento de identificação, preferencialmente o cartão SUS, para o preenchimento da ficha de atendimento. Logo após, a pessoa será acolhida pelo serviço de enfermagem, que o classificará de acordo com a gravidade.
A classificação de risco é uma proposta do Ministério da Saúde para organizar a fila de espera, propondo outra ordem de atendimento que não a ordem de chegada e sim a de prioridade de atendimento. Com outros objetivos importantes, como: garantir o atendimento imediato do usuário com grau de risco elevado e informar o paciente que não corre risco imediato.

A unidade conta ainda com 4 leitos de observação masculino, 4 leitos femininos e 4 leitos de pediatria, além de 2 leitos de isolamento. Mais uma sala para a realização de curativos aos finais de semana e feriados, sala de pequenas suturas, sala de Inalação, sala de imobilização, sala de medicação, sala de emergência com 3 leitos, exames laboratoriais e Raio-X.


Meio Ambiente
Secretaria inicia projeto para descarte de remédios vencidos

          A Prefeitura da Estância Turística de Tupã, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nos últimos dias o Projeto de Coleta de Medicamentos Vencidos.
De acordo com o secretário Renan Victor Pontelli, o projeto tem por objetivo conscientizar a população sobre a importância do descarte correto como forma de evitar a poluição da água, do solo e, principalmente, a intoxicação por remédios vencidos.
Apenas medicamentos vencidos devem ser descartados pela população. Outros produtos médicos, como seringas e agulhas, não devem ser misturados com os medicamentos, já que o tratamento desses resíduos é diferente. Eles devem ser acondicionados em recipientes rígidos e entregues nas Unidades Básica de Saúde.
Inicialmente, os postos de coleta desses materiais no município de Tupã são: Centro de Saúde I (CSI), PAS “Dr. Edmundo Vieira Prado” – Leste (Formosa), Unidade de Saúde da Família – Setor A – Leste, Unidade de Saúde da Família “Mirian Roseli Benito Pimentel - Miroca” - Setor B – Leste, Unidade de Saúde da Família – Santa Adélia – Leste, Unidade de Saúde da Família – Independência – Oeste, Unidade de Saúde da Família – Alto Sumaré – Leste, Unidade de Saúde da Família “Maria Aparecida Santos Morcelli - Cida Morcelli” –Marabá/Velini – Norte; Unidade de Saúde da Família – Jardim Rubiácea – Norte, Unidade de Saúde da Família “José Antônio Tarifa” - Cecap, Unidade de Saúde da Família – Setor S, UBS “Dr. Francisco Spadaro Júnior” - Praça 500 Anos, Unidade de Saúde da Família – Nova Tupã, Unidade de Saúde da Família - Parnaso, Unidade de Saúde da Família - Universo e Unidade de Saúde da Família - Varpa.
Após coletados, os materiais serão encaminhados a uma empresa especializada no descarte correto desses materiais.



Alunos da rede pública são os que mais visitam o Museu ‘Janis Erdbergs’

          Escolas de toda a região buscam, frequentemente, o agendamento para visitação monitorada ao Museu “Janis Erdbergs”. Isso acontece devido à localização privilegiada do distrito e o valor histórico oferecido pelo lugar.

Varpa, assim como o museu, oferecem uma viagem no tempo. O distrito é rico tanto na arquitetura quanto nas histórias dos imigrantes, o que é facilmente percebido por todos os lados. Com um estilo rústico e acolhedor, o museu, até os dias de hoje, encanta toda a população local e os visitantes de todas as idades.
O idealizador do museu, Janis Erdbergs, quis contribuir para o desenvolvimento e marco histórico do distrito, com a ideia de reunir um amplo acervo fotográfico, que registrasse a vinda dos imigrantes da Letônia para a região da Alta Paulista e o nascimento do Distrito de Varpa.

Mantido pela Prefeitura da Estância Turística de Tupã, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, a visitação ao museu é constante e crescente, recebendo muitos visitantes independente de uma época específica. “A grande procura pelo nosso museu tem sido por parte das escolas públicas, que frequentemente agendam visitações monitoradas, para poderem desfrutar da rica história desses imigrantes”, comentou o secretário de Cultura, Charles dos Passos.

O Museu de Varpa normalmente funciona de terça-feira a domingo, das 12 às 18 horas, com o registro de visitantes estrangeiros, que veem à região para conhecer um pouco mais sobre a cultura dos imigrantes letões. “Varpa é conhecida internacionalmente, pois recebemos neste ano visitantes da Letônia, Japão e Cuba, entre outros países. Todos se encantaram com a beleza e a riqueza cultural da história de nosso distrito”, comenta Lúcia Nely Zalit Bukolts, responsável pelo museu e descendente letã.

Acervo

Com um rico acervo, cheio de lembranças e histórias para contar, o museu é uma ótima oportunidade para desfrutar de um local agradável e com informações interessantes e muitas curiosidades do povo leto. “Nosso acervo do Museu de Varpa é muito disputado. Já houve ocasião de ser solicitado pelo ex-cônsul da Letônia, João Grimberg, para ser enviado à cidade de Nova Odessa peças que enriqueceriam o acervo já existente no museu dos imigrantes daquele município. Em outra ocasião, a atual consulesa Liga Brige solicitou todo o acervo fotográfico do Janis, para ser enviado à Letônia, mostrando naquele país a riqueza do distrito e os detalhes culturais e artísticos preservados pelos imigrantes em nosso pequeno porém rico distrito”, disse o secretário de Cultura, Charles dos Passos.


Rua Guatemala
Prefeitura entrega reurbanização na noite de hoje

          Na noite de hoje, a partir das 20 horas, o prefeito Manoel Gaspar e o vice-prefeito Thiago Santos estarão fazendo a entrega da pavimentação asfáltica, paisagismo e melhorias na infraestrutura da Rua Guatemala, na interligação das ruas Nhambiquaras com Mandaguaris.
Reivindicação antiga dos moradores daquela região, a obra garante a passagem de veículos e pedestres naquele trecho. As obras garantirão também o embelezamento em uma região que ficou por muitos anos abandonada, além de preparar as ruas e imediações para recebimento de um volume de chuvas maior durante o período em que as águas são constantes e fortes por todo o bairro.

Segundo o secretário de Obras, Danilo Aguillar Filho, técnicos estão finalizando os trabalhos para que hoje a obra seja entregue com toda qualidade aos moradores. “Fizemos um trabalho que demandou muitos estudos e planejamento dos nossos servidores, para atender a população daquele bairro de forma adequada. Na noite de hoje, estaremos entregando à população de Tupã uma grande obra”, disse.
Para a realização da obra foi feita a implantação, nivelamento e realinhamento das guias e sarjetas, limpeza geral, bem como um total de 825,74 metros quadrados de pavimentação asfáltica, 36,08 metros cúbicos de calçamento para pedestres e 14,26 metros cúbicos de guias e sarjetas, além da implantação de postes de iluminação pública. Nesta semana, está sendo feito o plantio de grama e mudas decorativas, trabalho que está sendo executado através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.
Danilo lembrou que, finalmente, chegou ao final o sofrimento de muitos anos da população que reside naquelas imediações.
O prefeito Manoel Gaspar também agradeceu a Câmara Municipal, que há anos vem solicitando através de indicações a realização dessas obras. “Vários vereadores estavam solicitando a obra e agora conseguimos fazer isso, garantindo melhor trafegabilidade e mais segurança aos pedestres, crianças e usuários”, disse Gaspar.



Petrobras admite a funcionários que não cumpriu meta de produção

          Por Antonio Pita

Rio (AE) - Enquanto se esforça para convencer o mercado da viabilidade de ampliar em 7,5% a produção de petróleo no País ainda este ano, a Petrobras admitiu a seus funcionários que não cumpriu a meta de produção definida para o primeiro semestre. Em comunicado encaminhado à Federação Única dos Petroleiros (FUP), a companhia informou que não cumpriu as metas de refino e redução no custo de extração de petróleo, além de ter produzido 7% menos óleo que o previsto.
O documento é datado do dia 18 de agosto e indica que, nos primeiros seis meses do ano, a produção total de petróleo ficou em 1,947 milhão de barris de óleo por dia, sem considerar o gás natural extraído. A meta da companhia, no entanto, era atingir os 2,075 milhões de barris no período.
O comunicado informa que os resultados são indicadores para a “Metodologia de Definição e Pagamento de Participação de Lucros e Resultado (PLR)”. Em nota, a assessoria de imprensa da Petrobras informou que os indicadores são atualizados ao final do ano. “As metas são definidas pela Diretoria Executiva e aprovadas pelo Conselho de Administração quando da revisão anual do Plano de Negócios e Gestão”.
Além da produção de óleo, são utilizados indicadores como a eficiência das operações em navios, volume total de vazamentos de petróleo e derivados e o custo unitário de extração no País, desconsiderando as participações governamentais. São avaliados também os resultados de carga processada no Brasil e atendimento aos prazos de entrega de gás natural.

No refino, o volume total processado ficou em 2,080 milhões de barris por dia. O resultado ficou abaixo da meta estabelecida, de 2,090 milhões de barris, e também 1% menor que o registrado em 2013. Segundo a estatal, a redução seu deu com a parada programada da Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo.
A meta para custo de extração era atingir um valor unitário de R$ 32,60 para cada barril de óleo equivalente. O resultado verificado no período, entretanto, ficou em R$ 32,71. Já nos itens de eficiência operacional em navios, o resultado foi superior à estimativa, chegando a 86%. A entrega de gás natural alcançou a marca de 100% de atendimentos, acima da meta.
O Plano de Negócios e Gestão (PNG) da estatal prevê, para 2014, uma alta de 7,5% da produção. No primeiro semestre, o balanço da companhia indicou uma alta de 1% no volume produzido em relação a 2013. O aumento de produção aliviaria o caixa da empresa, com maior receita operacional, além de reduzir a demanda de importações.
O esforço da Petrobras para convencer o mercado sobre a viabilidade de suas metas de produção se baseia na melhora dos resultados a cada mês, em função da entrada em operação de novas unidades e poços. Em julho, a produção alcançou 2,049 milhões de barris diários, uma alta de 8,6% em relação a 2013.
A confiança da companhia na meta se baseia na entrada de três novos sistemas de produção até dezembro. No último dia 16, o navio plataforma Cidade de Mangaratiba deixou o estaleiro, em Angra dos Reis, em direção ao campo de Iracema Sul, na Bacia de Santos. A unidade irá extrair óleo da camada do pré-sal com capacidade de produzir até 150 mil barris por dia.



Brasil tem 202.768.562 habitantes, diz IBGE

          Por Clarissa Thomé

Rio (AE) - O Brasil tem 202,7 milhões de habitantes e um em cada dez mora na Região Metropolitana de São Paulo, segundo estimativa da população brasileira divulgada ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados se referem a 1º de julho. Em 2013, havia 201 milhões de habitantes no País . Houve um crescimento de 0,86% em um ano.
As maiores taxas de crescimento da população ocorreram nos municípios de médio porte, que têm entre 100 mil e 500 mil habitantes (1,12%). “Esses municípios em geral são importantes centros regionais em seus estados ou integrantes das principais regiões metropolitanas do País, e se configuram como áreas de atratividade migratória”, informa a nota técnica do IBGE.
A parcela da população que vive nas capitais se manteve estável - são 48,3 milhões de pessoas, que representam 23,8% dos habitantes, a mesma proporção de 2000. A taxa de crescimento dos grandes municípios foi de 0,84%, menor do que a média nacional.
“As capitais do País historicamente atraem muito contingente populacional porque têm grandes empresas, comércio forte. Mas por fatores como o custo de vida mais elevado, as pessoas têm se mudado para esses municípios no entorno, que margeiam as capitais, como as Regiões Metropolitanas das capitais”, afirma o pesquisador do IBGE Luciano Gonçalves.
Ele cita São Paulo como exemplo, cuja Região Metropolitana tem 20.935.204 moradores, ou 10,32% da população brasileira. “Excetuando-se as capitais, Guarulhos é o maior município do País, com mais de um milhão de moradores. Dos nove maiores municípios, ainda excluindo as capitais, seis são de São Paulo e três são do Rio de Janeiro”, afirma Gonçalves, referindo-se aos municípios paulistas de Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco e São José dos Campos, e aos municípios fluminenses de São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu.
O pesquisador ressalta que isso não quer dizer que as pessoas trabalhem nesses municípios. Elas fazem “movimento pendular”, de casa para o trabalho. “Mais do que nunca investimentos em infraestrutura têm de estar direcionados para mobilidade urbana, para ciclovias, a fim de incentivar o uso de bicicleta como meio de transporte. Mobilidade será a palavra-chave para que as metrópoles não entrem em colapso”, acredita.
O município de São Paulo é o mais populoso do País, com 11,9 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,5 milhões de habitantes), Salvador (2,9 milhões de habitantes), Brasília (2,9 milhões de habitantes) e Fortaleza (2,6 milhões de habitantes). Os 25 municípios mais populosos somam 51,0 milhões de habitantes em 2014, representando 25,2% da população total do Brasil.
Borá (SP), que por 23 anos ostentou o título de menor município do País e perdeu o lugar, em 2013, para Serra da Saudade (MG), cresceu mais um pouquinho - passou de 834 habitantes para 835. Serra da Saudade ficou ainda menor, 822 pessoas moram ali; três a menos do que no ano passado. Dos 5.570 municípios brasileiros, somente Borá e Serra da Saudade têm menos de mil habitantes.
Entre os estados, os três mais populosos localizam-se na região Sudeste: São Paulo, com 44,0 milhões de habitantes e 21,7% da população; Minas Gerais, com 20,7 milhões de habitantes e 10,2% da população; e Rio de Janeiro, com 16,5 milhões de habitantes e 8,1% da população.
Já os menos populosos estão na região Norte - Roraima, com 496,9 mil habitantes e 0,2% da população, seguido do Amapá, com 750,9 mil habitantes e 0,4% da população, e Acre com 790,1 mil habitantes e 0,4% da população total.


Clima
Meteorologia vê probabilidade mínima de chuva no final de semana

          Os radares do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet), do câmpus da Unesp de Bauru, mostram constância no clima e na temperatura, sem possibilidade de chuva para este final de semana, que não apresentará variações de temperatura.
Hoje, sexta-feira, dia 29, a temperatura mínima vai chegar aos 14ºC, e a máxima ficará em 28ºC, com 5% de possibilidade de chuva. Os radares revelam, ainda, que haverá predomínio de sol na maior parte do período.
Já amanhã, sábado, dia 30, a temperatura estará mais elevada, com mínimas atingindo os 16ºC e temperatura máxima prevista de 31ºC. O sol estará presente na maior parte do período. A previsão de chuva é de 5%.
A previsão de chuva para domingo, dia 31, também é de 5%. O tempo seguirá com predomínio de sol durante o período. Dos três dias pesquisados, o domingo será o mais quente. A temperatura mínima será de 19ºC e a máxima de 34ºC.



CREAS atende cerca de 80 famílias por mês

          O Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) atende, por meio de solicitações e denúncias, cerca de 80 casos em Tupã, de famílias e indivíduos que são vítimas de maus tratos, abandono, violência física, psicológica e social, desde crianças, adolescentes, idosos e mulheres.
O Centro tem a obrigatoriedade de atender até 80 famílias por mês. Para isso, o órgão possui parcerias com o CRAS, Conselho Tutelar, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, entidades assistenciais, Poder Público, Ministério Público e secretarias da prefeitura, entre outros.
Hoje, o Creas possui 3 assistentes sociais, 2 psicólogos, 1 advogado, 2 profissionais de atendimento social, 1 coordenador, 2 atendentes e 1 profissional de serviços gerais, que auxiliam o órgão a desenvolver seus trabalhos sócio-assistenciais.
Vale lembrar que o Creas é uma unidade pertencente à prefeitura, ligada à Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social).
A diretora de departamento, Ana Cláudia Lavagnini da Costa, destacou que os serviços da área onde atua referem-se a atendimentos de ocorrências de média e alta complexidade, envolvendo entidades como a Bethel, Casa dos Velhos, Casa Emanuel, Casa Abrigo da Criança, Serviço de Residência Inclusiva e APAE. “Possuímos 3 grupos, onde quinzenalmente realizamos o acompanhamento das famílias com o auxílio de nossos assistentes sociais e psicólogos. Atendemos diariamente as famílias por meio da união com entidades sócio-assistenciais, encaminhando os acolhidos aos setores específicos da prefeitura, como saúde, educação e habitação, entre outros”, frisou.
Para ser atendido, o cidadão pode comparecer de maneira espontânea ao local. As Delegacias de Polícia, CRAS, órgãos gestores de assistência social e Conselho Tutelar, entre outros, também encaminham estas pessoas para o atendimento especializado. A população também pode realizar denúncias de maus tratos e abandonos, entre outros, por meio do disque 100 (disque denúncia), que o Creas executa as fiscalizações solicitadas.
O prédio do Creas está localizado na Rua Goitacazes, 654, centro. O telefone de contato é o (14) 3491-5370.
O Creas tem como objetivo fortalecer a família, função de protetora de seus membros; incluir as famílias na rede de proteção social e nos serviços públicos; romper com o ciclo de violência no interior da família; oferecer condições para reparar danos e interromper a violação de direitos; e prevenir a reincidência de violações de direitos.


Cultura
Secretaria prevê novidades no Solar ‘Souza Leão’

          O Solar ‘Luiz de Souza Leão’ é um dos principais pontos turísticos do município. O espaço recebe centenas de visitas todos os meses, de turistas provindos de cidades da região e de diversos locais do País. Podem ser encontrados em seu acervo peças que contam a história e os costumes da época, assim como objetos pessoais do fundador do município.
Por conta da grande demanda de visitas, a prefeitura, por meio da Secretaria Muncipal de Cultura, estuda a possibilidade de instalar novos projetos que objetivam o desenvolvimento dos trabalhos históricos-culturais difundidos no local. E novidades podem surgir no Solar.
O secretário Municipal de Cultura, Charles dos Passos, destacou que a pasta estuda junto ao Executivo a implantação de novos projetos a serem executados no Solar.
De acordo com Passos, a prefeitura pretende implantar no local oficinas artísticas, por meio do curso de artesanato, ensino do origami e kirigami, entre outros. “Além disso, a Academia Estudantil de Letras realizará suas reuniões no Solar. O Instituto Luiz Bertazonni desenvolverá aulas de contações de história e iniciação teatral”, destacou.
Para fomentar a cultura local e para acrescentar conhecimento aos turistas, a Secretaria Municipal de Cultura elabora a criação de um vídeo institucional que contará a história de Tupã. “Este, será incorporado no local e transmitido por meio de um datashow, em um aparelho de TV de Led. Queremos dessa forma investir em tecnologia para comunicação e informação dos turistas”, frisou.

Sábado

Charles dos Passos explicou que o Solar possui demanda para abrir aos sábados pela manhã, por outro lado há o impasse que impede a abertura nesse dia. “Estamos pensando em abrir aos sábados, mas a prefeitura tem dificuldades. Para que isso ocorra, temos o problema com os gastos com pessoal. Estamos analisando a possibilidade”.

Visualização

O secretário Municipal de Cultura informou que também há a possibilidade de se investir na estrutura externa do Solar, por meio de reformas em seu muro. Para Passos, “este é um estudo que agrada o governo de Tupã”.
Charles dos Passos explicou que o fundador Luiz de Souza Leão, ao doar sua casa ao município, fez uma cláusula indicando que o prédio deveria ser mantido da maneira como se encontra, mas podendo ser remodelado 50% do seu muro. “Há a possibilidade de retirar o muro da parte frontal do Solar, para instalar grades que facilitem a visão das pessoas que passam pelo local. O Solar é cercado por um muro alto que impede a visualização do seu interior. A contemplação do espaço seria privilegiada por meio deste novo projeto”, frisou.



NECROLOGIA

          Otaviano Moreno Bastos de Souza Oliveira 1 ano
Nilza Torçani dos Santos 45 anos
Maria José de Souza Xavier 75 anos



Ministério Público vai investigar conta paralela de R$ 4 bilhões do BC

          Por João Villaverde, Adriana Fernandes e Andreza Matais

Brasília (AE) - Na mesma linha adotada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal abriu investigação para apurar a conta paralela de R$ 4 bilhões em um banco privado, capturada pelo Banco Central (BC) e revelada pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, em julho. Está com a procuradora Ana Carolina Tannúz Diniz, titular do 4º Ofício de Atos Administrativos, a investigação aberta pelo Ministério Público.
Em memorando na última sexta-feira para Ana Carolina, o também procurador da República Paulo José Rocha Júnior encaminhou, sob o título “documentação para autuação e distribuição” a reportagem original, publicada também no jornal O Estado de S. Paulo em 11 de julho.

A reportagem, que contou com dados oficiais confirmados pelo próprio Banco Central, revelou que um volume de R$ 4 bilhões foi encontrado em maio pelo BC em uma conta em separado de um banco privado nacional. Esta conta, ou “grupamento contábil”, no jargão técnico utilizado, escapava ao sistema de verificação fiscal automática do BC.
Por se tratar de um crédito da União, segundo o BC, o dinheiro “melhorou” as contas públicas em maio. De acordo com o porta-voz do Banco Central, que concedeu duas entrevistas gravadas, o volume de R$ 4 bilhões “reduziu de R$ 15 bilhões para R$ 11 bilhões” o déficit primário registrado pelo governo em maio. Aquele rombo, mesmo auxiliado pela descoberta, foi o pior registrado em toda a história para os meses de maio.

Depois da revelação, o próprio BC editou uma nota pública sobre o assunto. Na nota, o BC repetiu todas as informações e ainda afirmou que a operação do banco privado estava sendo analisada pela área de supervisão da autoridade monetária.

Como, até agora, é desconhecida a origem dos R$ 4 bilhões e a razão que motivou o banco privado a fazer a “mudança no seu registro contábil”, segundo termos do BC, que fez com que o dinheiro ficasse em uma conta fora do radar do governo federal, o caso chamou a atenção do Ministério Público.
Na última sexta-feira, reportagem do Estado revelou que o MP junto ao TCU entrou com um requerimento para que o Tesouro Nacional e o Banco Central fossem “inspecionados”. Agora, o caso chegou também ao Ministério Público Federal.


Loterias
Mega-Sena paga amanhã R$ 38 milhões

          Milhões de brasileiros vão “correr atrás da sorte” neste final de semana. É que o concurso 1.630 da Mega-Sena não apresentou ganhadores na sena, que ficou com prêmio acumulado em R$ 31.129.126,44, com previsão de pagar amanhã R$ 38 milhões.
O valor acumulado para o próximo concurso de final cinco (1.635) é de R$ 3.688.232,22. Já o valor acumulado para o sorteio da Mega da Virada é de R$ 49.619.828,76.
As dezenas sorteadas foram: 01, 07, 30, 43, 44 e 54. A quina pagou R$ 39.324,58 para 81 apostas. Já a quadra premiou 6.412 apostas com R$ 709,67.
A arrecadação total foi de R$ 54.407.152,50.

Lotofácil
O concurso 1.100 da Lotofácil teve 6 apostas ganhadoras com 15 acertos, das cidades de Salvador/BA, Linhares/ES, Tracuateua/PA, São Pedro da Aldeia/RJ e Palmas/TO. Como o prêmio estava acumulado, casa apostador embolsou R$ 672.700,14.
A estimativa de prêmio para o sorteio da noite de hoje é de R$ 1.700.000,00.
O valor acumulado para o sorteio especial da Independência atingiu R$ 56.734.084,31.
As dezenas sorteadas foram: 05, 06, 07, 09, 10, 11, 12, 14, 15, 16, 18, 19, 20, 23 e 24. As demais faixas de prêmios foram: 14 acertos, 606 ganhadores, com R$ 1.586,11; 13 acertos, 32.047, com R$ 15,00; 12 acertos, 252.092, com R$ 6,00; e 11 acertos, 1.357.968, com R$ 3,00.
A arrecadação total foi de R$ 24.700.791,00.

Lotomania

O concurso 1.481 da Lotomania não teve ganhadores nas faixas de zero e nem de 20 acertos. Com isso, o prêmio ficou acumulado em R$ 437.691,72, com estimativa de pagar, no sorteio da noite de amanhã, R$ 900 mil.

O valor acumulado para o sorteio especial de Páscoa é de R$ 9.810.427,37.
As dezenas sorteadas foram: 04, 08, 09, 11, 16, 19, 21, 31, 40, 46, 48, 50, 55, 59, 62, 64, 66, 70, 80 e 99. As demais faixas de prêmios foram: 19 acertos, 7 ganhadores, com R$ 27.789,95; 18 acertos, 136, com R$ 1.430,36; 17 acertos, 1.168, com R$ 104,09; e 16 acertos, 6.451, com R$ 18,84.
A arrecadação total foi de R$ 3.945.720,00.

Dupla Sena
O concurso 1.310 da Dupla Sena teve dois ganhadores da sena, no primeiro sorteio, das cidades de Belo Horizonte/MG e Fazenda Rio Grande/PR. Cada uma recebeu o prêmio de R$ 2.126.136,18.
O prêmio da sena do segundo sorteio, de R$ 219.752,52, fica acumulado para a sena do primeiro sorteio, que acontece na noite de hoje, com previsão de pagar R$ 400 mil.
O primeiro sorteio apresentou as dezenas: 02, 03, 19, 25, 29 e 33. A quina pagou R$ 2.034,74 para 81 apostas, enquanto a quadra premiou 3.788 apostas com R$ 41,43.

O segundo sorteio teve as dezenas: 04, 07, 11, 25, 27 e 44. A quina teve 87 apostas recebendo R$ 1.894,42. Já a quadra pagou R$ 34,68 para 4.525 apostas.
A arrecadação total no concurso foi de R$ 3.565.860,00.

Loteria Federal

A extração 4.896 da Loteria Federal teve o bilhete ganhador do primeiro prêmio distribuído para Passos/MG.
Confira abaixo os resultados:
1º prêmio - 11.832 - R$ 250.000,00
2º prêmio - 95.300 - R$ 16.300,00
3º prêmio - 58.169 - R$ 16.000,00
4º prêmio - 64.487 - R$ 15.800,00
5º prêmio - 06.343 - R$ 15.223,00

Loteca
O concurso 618 da Loteca teve uma aposta com 14 acertos, feita na capital paulista, que recebeu o prêmio de R$ 1.260.180,22. Já as apostas com 13 acertos receberam R$ 1.255,29. Para a rodada de jogos deste final de semana, a previsão de prêmio, na primeira faixa, de 14 acertos, é de R$ 300 mil.
A arrecadação total do concurso foi de R$ 2.654.783,50.



Lotofácil da Independência promete R$ 80 milhões

          No dia comemorativo à Proclamação da Independência do Brasil, no domingo da semana que vem, dia 7 de setembro, a Caixa Econômica Federal vai sortear o super prêmio da Lotofácil da Independência. O concurso nº 1.102 da Lotofácil promete pagar R$ 80 milhões. O sorteio será realizado no Caminhão da Sorte que estará no Parque da Independência, próximo ao Monumento, e contará com transmissão ao vivo, a partir das 10 horas (horário de Brasília) pela Rede TV, no programa Momento da Sorte. Após o sorteio, acontecerão várias atrações para o público presente e show da cantora Luciana Mello.
A Lotofácil da Independência é mais um concurso especial das loterias. Os concursos especiais são sorteios que têm como objetivo mobilizar os apostadores para que participem cada vez mais, concorrendo a grandes prêmios. A exemplo da Mega da Virada, Lotomania de Páscoa e da Quina de São João, um percentual de cada concurso regular da Lotofácil é acumulado para compor o prêmio do concurso especial. E os R$ 80 milhões da Lototofácil da Independência não acumulam. Se não houver ganhadores na faixa principal (15 acertos), o prêmio será dividido entre os acertadores da segunda faixa (14 acertos) e assim sucessivamente.
As apostas para a Lotofácil da Independência podem ser registradas em uma das cinco casas lotéricas da cidade. Lembrando que a partir de amanhã, sábado, dia 30, até sábado da semana que vem, todas as apostas da modalidade serão voltadas para o concurso especial da Lotofácil, inclusive com a utilização dos volantes regulares. E entre os dias 30 de agosto e 6 de setembro, não haverá concursos regulares da Lotofácil.
Caso algum apostador leve o prêmio sozinho, poderá garantir cerca de R$ 484,7 mil como renda mensal, ou R$ 16 mil por dia, sem fazer o menor esforço, apenas investindo na poupança. O dinheiro também é suficiente para comprar mais de 66 imóveis de R$ 1,2 milhão cada, ou montar uma frota de 160 limousines.

Bolão
Apostadores podem concorrer ao super prêmio da Lotofácil em grupo. Basta preencher no campo próprio do bolão, no volante, a quantidade de pessoas que participarão da aposta, ou mesmo solicitar a opção diretamente ao atendente da lotérica, informando os números da aposta e a quantidade de cotas desejadas.
Na Lotofácil, os bolões têm preço mínimo de R$ 24, e cada cota não pode ser inferior a R$ 2,50, sendo possível realizar um bolão de no mínimo 2 e no máximo 12 cotas (para apostas compostas por 16 números) ou de no mínimo 2 e no máximo 25 (para apostas compostas por 17 ou 18 números).
Caso prefira, o apostador também pode comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Neste caso, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota.

Como jogar
Quem quiser concorrer aos R$ 80 milhões da Lotofácil da Independência deve marcar de 15 a 18 números, entre os 25 disponíveis no volante. A aposta mínima, de 15 números, custa R$ 1,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de ganhar. Fatura o prêmio se acertar 11, 12, 13, 14 ou 15 números. Na Lotofácil, os clientes também podem optar pela Surpresinha, quando o sistema escolhe os números.
Todos que apostam nas loterias devem ficar atentos após o sorteio e conferir os resultados com seus bilhetes. Caso tenham acertado números das faixas de premiação, deverão procurar uma agência da Caixa para retirada do valor. Os prêmios não resgatados após 90 dias da data do sorteio são repassados ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES).


APAE
Mães cobram maior apoio da prefeitura

          Na manhã de ontem, 17 mães e um pai de aluno que fazem parte da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Tupã (APAE), se reuniram na sede da Rádio Tupã com o objetivo de tornar pública para toda população a situação de grande dificuldade financeira em que a entidade se encontra. Para isso, procuraram a imprensa local para explicar o que se passa nos bastidores.
De acordo com o que foi informado por uma representante da entidade ao DIÁRIO, a dificuldade financeira da APAE se iniciou no ano passado, com a votação da lei de diretrizes e bases da educação, quando se falava sobre o fim da educação especial nas entidades, com a inclusão dos alunos das APAEs nas escolas públicas. A lei foi modificada, os alunos não saíram das dependências da entidade, mas foram feitos diversos cortes nos recursos que eram repassados anteriormente.
Essa situação gerou um déficit em todas as APAEs, inclusive na unidade de Tupã. “A APAE de Tupã luta hoje com muita dificuldade por conta desse problema”, destacou a presidente do Conselho Regional da Federação da APAE, Noemi Cândida de Lima. “Nós deixamos de receber uma verba que permitia que nós não precisássemos do poder público para o nosso trabalho. Hoje, nós temos cerca de 120 crianças que estão correndo o risco de terem que sair da APAE, porque elas são responsabilidade do poder público. Hoje, não temos mais como sustentá-las, porque nossa verba diminuiu muito. Nós apelamos para que a prefeitura cumpra a lei e faça a parte dela”, disse Noemi.
Segundo informações da APAE, a prefeitura seria a responsável em fornecer recursos para a educação das crianças que vão de 0 a 3 anos e 11 meses, que compõem o setor de estimulação precoce, onde a entidade possui 17 crianças, e para os assistidos com idade acima de 30 anos, sendo que neste caso a entidade possui 80 alunos.
Dos 80 assistidos com idade acima de 30 anos, 53 recebem o repasse mensal de R$ 63,00 do Estado e os outros 27 ficam sob a responsabilidade da APAE, “mas que seria responsabilidade da prefeitura”.
Noemi frisou que, por meio dos trabalhos da APAE, os alunos saíram da condição de passividade e hoje estão em atividade, se desenvolvendo, crescendo e melhorando. “A APAE beneficia várias famílias por conta deste trabalho. Se a família fosse pagar pelo atendimento que o deficiente recebe, ela teria que desembolsar uma grande quantia. A APAE calcula que cada aluno custa, em média, R$ 800,00 mensais para receber atendimentos de fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista, médico, enfermeiro, monitor e transporte, entre outros. A maioria das famílias não tem condições de arcar com essa despesa”, destacou.

Apoio
A APAE angaria fundos pelo telemarketing, pelas promoções que realiza e recebe, ainda, verbas das prefeituras que fazem uso da APAE, como Arco-Íris, Queiroz, Herculândia e Iacri. “O único município que está negando a ajuda necessária é a Prefeitura de Tupã, que também precisa contribuir, porque isso é responsabilidade dela. A prefeitura dava uma verba que era destinada ao transporte, que cortou este ano. Queremos que a prefeitura assuma a parte que é dela, no trabalho com essas pessoas. Se estes alunos tiverem que sair da APAE, a prefeitura terá que criar um lugar onde possa estimulá-las. Não poderá simplesmente devolvê-las para o cuidado exclusivo das famílias. E isso vai ficar muito mais caro para a prefeitura. A APAE é que sabe como tratar destas crianças”, afirmou a médica.
Noemi explicou que anteriormente a entidade possuia suas reservas e que não julgava necessário solicitar a contribuição da prefeitura. “Hoje nós não temos como trabalhar sem isso. Nossa mobilização é no sentido de que a prefeitura assuma o compromisso de trabalhar com as pessoas nas idades de sua responsabilidade. Se ela fizer isso, iremos nos estabilizar, e com qualidade. Precisamos do atendimento que é de obrigação da prefeitura. Ela tinha que nos passar pelo menos de R$ 30 a 40 mil mensais. Mas atualmente nos fornece o pagamento de 7 funcionários com o valor de R$ 10 mil”, frisou.

Boicote

As mães dos assistidos pela entidade procuraram a imprensa tupãense na manhã de ontem para pedir ajuda. Elas teriam agendado uma reunião com o prefeito Manoel Gaspar, para conversar sobre a realidade que a APAE enfrenta. De acordo com Noemi, a assessoria do prefeito informou que o mesmo teria viajado e não havia reunião agendada para a data que foi anteriormente marcada. “Na segunda-feira, dia 25, a secretária da APAE ligou para a prefeitura na nossa frente e agendou a reunião com o prefeito para hoje (ontem), dia 28, às 8 horas da manhã. Quando chegamos no gabinete, a assistente do prefeito falou que não havia nenhuma reunião agendada, pois o prefeito ia viajar. Eu perguntei quando poderia ser agendada outra reunião. A funcionária me disse que seria marcada uma reunião de acordo com a disponibilidade da agenda do prefeito”, disse Noemi.
Silmara Guimarães, que é mãe de um aluno da APAE, reafirmou que a reunião foi agendada no começo da semana para acontecer na manhã de ontem, porém as informações da prefeitura eram de que o prefeito teria viajado. “O assessor do prefeito nos disse que ele não estaria na cidade, pois teria viajado, mas nós já vimos o prefeito na cidade hoje”, disse.
A mãe observou que a APAE vinha se mantendo por conta própria. “Agora, não tem mais para onde correr. Deixamos a prefeitura livre, sem assumir este compromisso com a APAE, mas agora nós precisamos que nos atenda. Há cerca de 15 dias, o prefeito foi taxativo em dizer que não tinha dinheiro para ajudar. Não podemos aceitar esta resposta. Sabemos que as coisas estão difíceis. Só que temos que ver que 100 assistidos serão transferidos para a responsabilidade da prefeitura, e que não vão receber os atendimentos com a mesma qualidade. A prefeitura não está preparada para isso”, disse a mãe.

Estrutura

A APAE trabalha para manter a estrutura necessária por meio da contratação de profissionais capacitados para atender o público deficiente. “Temos relatos de pessoas que regrediram depois que participaram da inclusão social, de terem ido para escola regular”, destacou Silmara, informando que se isso ocorrer com os assistidos, “teremos que passar as informações para os pais de que a entidade não pode ficar mais com estes alunos. Temos a posição da nossa diretoria de que estas medidas drásticas estão sendo evitadas. É dificil você falar que uma APAE vai fechar, mas se você não tiver verba para mantê-la, vai continuar com ela aberta? Este é um momento grave”, afirmou.

Região
A APAE atende 55 assistidos de outros municípios, sendo que 11 são de Herculândia, 8 de Queiroz, 30 de Iacri e 6 de Arco-Íris. Herculândia repassa à entidade a quantia de R$ 3 mil por mês, mesma quantia repassada por Queiroz R$ 3 mil. Já Iacri repassa R$ 10 mil e Arco-Íris, R$ 1.600,00.

Segundo as informações da APAE, a Prefeitura de Tupã não repassa nenhuma verba destinada ao cuidado direto dos seus 200 assistidos, a não ser a quantia de R$ 10 mil da folha de pagamento, dinheiro direcionado apenas aos 7 funcionários, que são mantidos desde administrações passadas.


Estradas
Vicinal para Quatá fica interditada por 3 horas

          Durante cerca de três horas, a rodovia que liga as cidades de Tupã e Quatá ficou totalmente interditada, por causa do tombamento de um caminhão carregado com soja.
Por volta das 16 horas de quarta-feira, dia 27, o motorista de uma carreta, morador de Dourados/MS, relatou que seguia em direção a Boituva/SP, quando, próximo ao porto de areia do Rio do Peixe, o seu veículo perdeu o freio. Eficientemente, ele conseguiu descer a rodovia, fazer uma curva e passar por uma ponte, mas, ao iniciar a subida, o motor parou e a carreta, de ré, começou a retornar o trajeto.
O motorista disse ainda que, como a carreta é bitrem, conseguiu fazer um ‘L’ para que o veículo parasse. Com isso, a segunda carroceria tombou, espalhando toda a carga sobre a pista.

Ambas as pistas ficaram interditadas. Outros motoristas auxiliaram na retirada dos grãos espalhados. O fluxo de veículo retornou ao normal apenas por volta das 19 horas.


Inverno
Clima deixa alguns lojistas decepcionados

          Já chegamos ao final do mês de agosto e logo chega setembro trazendo a Primavera. Por isso, no comércio tupãense é tempo de liquidação, com bons descontos em produtos de Outono/Inverno.
Na verdade, muitos lojistas da cidade admitem que ficaram frustrados com o Inverno deste ano. É que alguns investiram na aquisição de roupas para a estação, ficaram até otimistas diante da primeira onda de frio, imaginando que teriam boas vendas, mas na verdade o frio mesmo foi muito pouco.
Por isso, é preciso agir agora, para desovar o estoque e abrir espaço para a nova coleção de moda Primavera/Verão. Por isso, algumas lojas estão promovendo liquidações com descontos de até 50%. Mesmo assim, em muitos casos as vendas não estão atingindo as expectativas.
Uma loja localizada na Avenida Tamoios admitiu que, diante do atual quadro, optou por recolher as roupas de Inverno, que espera possam ser ofertadas no Inverno do ano que vem. Na verdade, o dono da loja observou que já faz um bom tempo que não é registrado um péríodo de frio mais prolongado e intenso na região.
Outras lojas optaram por deixar de lado as roupas mais quentes, oferecendo roupas mais leves, mais para o Outono, possibilitando o seu uso principalmente durante a noite, quando o clima fica mais ameno. Neste caso, conseguiram mais sucesso nas vendas.
De acordo com uma lojista, por incrível que possa parecer, no mês de maio seu estabelecimento já estava oferecendo a coleção de moda Verão, pois muitas pessoas estavam insistindo na aquisição.

Primavera/verão
Para a coleção Primavera/Verão, vão predominar as cores intensas como amarelo, azul, rosa, vermelho, laranja e outras cores “cítricas”, que já estão sendo muito procuradas. Roupas com estampas de frutas e animais também estarão na moda durante o próximo Verão.
Segundo Lia Gomes Rosa, venderora da loja Luz da Lua; Oslene dos Santos, gerente da loja Estilo Único; e Daniele Hilário Dansiguer, vendedora da loja Blusinhas e Cia., além de short-saia e blusa de seda, as tendências que mais vão prevalecer na moda Primavera/Verão serão os vestidos. “A moda nos dias de hoje está bastante misturada e ousada. A mistura de cores com tecido e estampa está muito em alta. O que mais estão sendo procurados são os vestidos, seja liso, curto ou longo”, observou Oslene.

Homem
Os homens também não ficam por fora das tendências da moda. De acordo com as lojistas, alguns homens estão em busca de roupas coloridas, com estampa, seja ela listrada ou com símbolos.


‘Sem Luz’
Rua apresenta perigo no tráfego noturno

          A Rua Lourival James Vessoni Taralho, que liga o Jardim Jaçanã com a vicinal do Sabiá e proximidades da Vila Inglesa, possui uma grande movimentação principalmente de veículos, pois dá acesso ao Complexo de Secagem de Amendoim e CTA da Camap.
Alguns anos atrás, a prefeitura fez a pavimentação da referida rua, para que os condutores tivessem maiores facilidades no tráfego de veículos e os pedestres mais segurança para caminhar. Por outro lado, a citada rua não possui iluminação e nem mesmo o calçamento necessário para atender os pedestres, que trafegam no local principalmente no período noturno, o que acaba preocupando os moradores.

O secretário de Planejamento, Valentim César Bigeschi, explicou que existem projetos concernentes à implantação de um novo loteamento ao longo da citada via, desde o Jaçanã até a vicinal do Sabiá e que, por conta disso, melhorias seriam implementadas no local. “Lá, temos a estrada de interligação com passagem para o Jardim Jaçanã, onde existem áreas que permitem o estudo de um novo loteamento, que ficará ao lado da Vila Inglesa”.
O secretário explicou que a rua não possui iluminação porque, em sua opinião, possui pouca frequência de pessoas e de veículos no período noturno. Por isso, no momento a prefeitura não vê a necessidade de implantar a iluminação. “Se isso for realizado agora, a prefeitura irá gastar com a insatalação de postes e lâmpadas, numa medida desnecessária, elevando o custo de manutenção do sistema. Assim que o novo loteamento for executado, aquele trecho será urbanizado, com a presença de novas residências, Então, teremos a necessidade de implantar a iluminação adequada para atender a população. Os estudos estão em andamento mas não há previsão de início dos trabalhos”, frisou.


Há 30 anos - 29 DE AGOSTO DE 1984
Gasolina rompe barreira dos 1.000

          Em razão do aumento médio de 26,3% decretado pelo Conselho Nacional do Petróleo, e que entrou em vigor a partir de ontem, a gasolina ultrapassou a barreira dos 1.000 cruzeiros, passando de Cr$ 890 para Cr$ 1.120 o litro.
Mas não foi só a gasolina que passou a custar mais caro a partir de ontem: o álcool hidratado, de Cr$ 570 passou para Cr$ 720; o óleo diesel subiu de Cr$ 610 para Cr$ 770; o querosene iluminante subiu de Cr$ 630 para Cr$ 800; o botijão de gás de 13 quilos foi de Cr$ 6.500 para Cr$ 8.200; o querosene de aviação passou de Cr$ 400 para Cr$ 505; e os óleos lubrificantes subiram 26,9%.


Central de Alimentos
Prédio está condenado e terá que ser demolido

          A Prefeitura de Tupã é dona de um prédio localizado na esquina da Mandaguaris com Iporans, onde por muitos anos funcionou a Cozinha Piloto, que há cerca de cinco anos foi transferida para um novo prédio, na Nhambiquaras, junto ao Almoxarifado.
Desde então, o prédio da antiga Cozinha Piloto continua vazio, sem uso, deteriorando. Já se chegou a cogitar sobre a possibilidade de se adequar o prédio para abrigar projetos sociais, que incluem a preparação de sopa para comunidades carentes. Mas isso não será possível.

Segundo informou o secretário Municipal de Planejamento, Valentim Bigeschi, diante dessa possibilidade, o prefeito Manoel Gaspar determinou que fosse feita uma avaliação técnica das condições do prédio. O objetivo era considerar a sua reforma e utilização.
Os técnicos estiveram no local e elaboraram um laudo, que derrubou as pretensões. O laudo aponta que o prédio não tem condições de ser reformado, estando totalmente condenado, já que toda sua estrutura foi afetada. E indica a sua demolição.
O secretário de Governo, Dorival Coquemala, disse que o assunto será discutido com o prefeito Manoel Gaspar, que analisará as possibilidades de uso do terreno, que tem uma excelente localização.

Quanto à demolição, Coquemala disse que isso ainda será avaliado no tocante ao que poderia ser aproveitado dentro daquilo que está dentro do prédio e até de sua estrutura. Como trata-se de um prédio muito antigo, poderá ser difícil conseguir algum aproveitamento de materiais.



Curso técnico de dupla formação tem relação candidato vaga superior a vestibular da USP

          O curso técnico de manutenção automotiva é o mais procurado, até agora, da edição 2014 do Programa Vence, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. A relação candidato vaga é de 20,9 - superior aos 20,1 registrados no curso de engenharia da USP São Carlos no último vestibular. O ranking das cinco formações mais concorridas inclui ainda cozinha, estética, produção de moda e administração. Desde 2012, foram ofertadas 80 mil vagas. Neste ano, são mais 20 mil em 60 diferentes cursos.

As inscrições poderão ser feitas até amanhã, sábado, dia 30, no portal da secretaria. A formação dupla é destinada a alunos do 1º e 2º anos do ensino médio e matriculados na Educação de Jovens e Adultos da rede estadual paulista. Os estudantes inscritos serão selecionados por meio de sorteio regionalizado e os cursos serão sediados em 95 municípios. São 13 novas cidades-sede em relação à última edição. Alunos de todos os 645 municípios do Estado podem participar da seleção.

No Vence, ao mesmo tempo em que frequenta o ensino médio nas unidades de ensino da rede, o participante faz - no contraturno - o curso técnico em uma das instituições parceiras. Os estudantes da rede classificados poderão economizar até R$ 8.695 com cursos de formação para o mercado de trabalho que são custeados pela secretaria.
A ampliação do Vence é resultado de uma grande demanda de jovens e adultos para uma dupla formação, regular e técnica. Hoje são 64 mil estudantes matriculados. O número representa 22% das matrículas de ensino em todo Estado. Além disso, as chances de abandono escolar são 50% menores daqueles que frequentam exclusivamente o ensino médio tradicional.
Os cinco cursos mais procurados são: manutenção automotiva, 20,9 alunos/vaga; cozinha, 6,5; estética, 5,6; produção de moda, 5,3; e administração, 5,2.


Iacri
Caminhão tanque tomba em vicinal e deixa motorista ferido

          A Polícia Militar de Iacri e o Corpo de Bombeiros de Tupã, com o caminhão auto-tanque e a viatura resgate, atenderam, por volta das 18h25 min de quarta-feira, um acidente envolvendo um caminhão Volvo, com placas de Jales. O veículo é usado para transportar leite, mas no momento do acidente estava vazio.
De acordo com o que ficou inicialmente apurado, no começo da noite de anteontem o motorista fazia o sentido Iacri/Bairro Extremadura, utilizando a vicinal IAC- 20, quando no Km 02, em uma curva, perdeu o controle e veio a tombar.
O motorista, J.C.A.S., de 50 anos de idade, acabou ficando preso nas ferragens e foi socorrido pela viatura resgate do Corpo de Bombeiros até o Pronto-Socorro da Santa Casa de Tupã.
Segundo informações, ele sofreu traumatismo craniano e fratura exposta em seu braço esquerdo.



Incêndio destrói quarto em residência na Vila Romana

          Por volta das 22h50 min de quarta-feira , o Corpo de Bombeiros de Tupã atendeu um princípio de incêndio em uma residência localizada na Rua Vista Alegre, na Vila Romana.
Foram deslocados para o local dois caminhões, o auto-tanque e a viatura resgate.
Informações preliminares davam conta de que o incêndio teria começado em um quarto, onde danificou alguns móveis. O fogo ainda chamuscou a pintura em outro cômodo da residência.

A ação rápida dos bombeiros evitou que as chamas atingissem o restante da casa.


Vestibular 2015
Unesp cadastra pedidos de isenção e redução da taxa

          A Universidade Estadual Paulista (Unesp) receberá, a partir de segunda-feira, dia 1º de setembro, os requerimentos dos interessados nas 7.260 isenções para o exame de 2015. Também estará aberto o período para solicitação de redução de 50% do valor da taxa de R$ 140,00.

Para pedir isenção, os candidatos deverão imprimir, até dia 8 de setembro, o requerimento de solicitação, disponível na página www.vunesp.com.br. Podem pedir isenção vestibulandos com renda familiar mensal igual ou inferior a R$ 1.086,00 por pessoa. É necessário que cada solicitante preencha seus dados e envie, junto com os documentos comprobatórios pedidos em edital, o requerimento por Sedex ou outra modalidade de correspondência com aviso de recebimento, até o dia 9 de setembro. Os pedidos deferidos já significarão a efetivação da inscrição do solicitante.

O pedido de redução de 50% do valor da taxa destina-se a candidatos matriculados no ensino médio ou em curso pré-vestibular e que recebam remuneração mensal inferior a dois salários mínimos ou estejam desempregados. O prazo é semelhante ao do pedido de isenção, bem como a necessidade de impressão e preenchimento do documento disponível no site da Vunesp, além de seu envio até 9 de setembro, por Sedex ou remessa com aviso de recebimento.

A Unesp oferece ainda redução de 75% aos cerca de 500 mil alunos matriculados no último ano do ensino médio da rede pública estadual paulista. O período para cadastramento destes candidatos é o mesmo da inscrição dos pagantes de taxa integral, de 15 de setembro a 10 de outubro.
São oferecidas para o vestibular 2015 da Unesp um total de 7.260 vagas em 23 cidades. As provas da primeira fase serão realizadas no dia 16 de novembro, em 31 cidades paulistas e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG).

Sobre a Unesp

A Universidade Estadual Paulista está presente em 24 cidades do Estado de São Paulo com 34 faculdades e institutos, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento. Fundada em 1976, a instituição oferece 181 cursos de graduação e 123 programas de pós-graduação. Tem 48.283 alunos (35.485 na graduação, 11.804 na pós sctricto sensu), 3.625 professores e 7.257 servidores técnico-administrativos. Possui cerca de 1.900 laboratórios. Oferece cursos pré-vestibulares gratuitos em suas unidades, bem como diversos programas de extensão de serviços à comunidade. Três escolas de ensino técnico são mantidas pela Universidade: o Colégio Técnico Industrial em Bauru, o Colégio Técnico Industrial em Guaratinguetá e o Colégio Técnico Agrícola em Jaboticabal.


sobe.gif (937 bytes)


| Home | Economia | Geral | Sociedade | Policial | Esportes | Política | Variedades |Expediente |E-mail

Hosted by UNISITE - Todos os direitos Reservados