jdiario@diariotupa.com.br

Saúde
Neopilates tem chamado a atenção do público

          O neopilates tem se tornado uma das atividades físicas preferidas da população em geral, inclusive no meio artístico. Personalidades como as atrizes Ísis Valverde e Larissa Maciel (Rede Globo), entre outras, tornaram-se adeptas dos exercícios que misturam as técnicas do pilates convencional, treinamentos funcionais e acrobacias circenses, na busca por melhores condições físicas e mentais.
Estima-se que em Tupã cerca de 250 pessoas praticam a modalidade, que foi iniciada no ano de 2010, sendo idealizada pela fisioterapeuta Amanda Brás, da cidade de Florianópolis, Santa Catarina.
Diferente do pilates que alonga e fortalece a musculatura, o neopilates além de unir estes resultados, acrescenta a queima de caloria, ganho de equilíbrio, resistência e velocidade.
O neopilates é um exercício completo e indicado para todos os públicos. Não há contraindicação de faixa etária para participar da modalidade.

Indicação
O neopilates é indicado para quem tem problemas de coluna e alteração postural, como escoliose hiperlordose, pois os exercícios alongam e fortalecem a musculatura. É indicado também para quem possui dores na região lombar e problemas neurológicos.
Os exercícios são realizados em cima de aparelhos instáveis, construídos especificamente para os exercícios de neopilates, como: o gravity (parecido com o tecido acrobático do circo), a lira (uma mistura de trapézio com a lira do circo), escada (aparelho com degraus em formato côncavo), o fix ball (onde os exercícios são realizados com o apoio de uma bola), o Skier (estrutura de madeira com elásticos), core skate (estrutura de ferro com 8 rodinhas de silicone) e bola 2. “As aulas são indicadas até três vezes por semana. Em uma aula, é possível queimar até 600 calorias, dependendo do tipo de treinamento”, disse a fisioterapeuta Gabriela Junqueira da Fonseca Marandola, de 29 anos, que dá aulas de neopilates há cerca de um ano e meio na Quallyfisio.

Opção

De acordo com a fisioterapeuta, a pessoa que preferir pode trocar a academia pelo neopilates. Ela explicou que o neopilates trabalha tanto com a parte cardiovascular do paciente - indicado para queima de calorias -, como na parte de fortalecimento e alongamento. “Neste caso, a pessoa não vem só pelo fato de precisar se exercitar, mas sim pelo prazer, pois as aulas são divertidas, com um desafio novo a cada aula. Isso torna as aulas mais prazerosas. Elas podem ser feitas individualmente ou em grupo, o que as tornam mais divertidas e dinâmicas”, frisou.

Melhorias

Bruna Nunes Gonzaga, estudante, de 22 anos, destacou que começou a praticar o neopilates pois estava com encurtamento na parte posterior do corpo. “Decidi fazer neopilates para ganhar mais flexibilidade e alongamento. A prática me deu mais disposição e equilíbrio, e os exercícios melhoraram muito a minha saúde. Eu tinha muitas dores na coluna cervical e na lombar e, em questão de duas aulas, já senti a diferença. As aulas nos trazem uma leveza muito grande. Não tenho a mesma tensão que tinha antes. As aulas são muito divertidas, bem descontraídas e você não vê a hora passar”, disse.
Lara Yazawa, estudante de 19 anos, relatou que a prática da modalidade proporcionou melhorias em seu corpo e sua mente. “ O neopilates me proporciona mais força e resistência, além de ter melhorado minha postura e minha respiração. Ao mesmo tempo que os exercícios me acalmaram, hoje me sinto mais motivada para minhas atividades do dia a dia, tenho mais controle sobre meu corpo”, afirmou.



‘FRAGMENTOS’ DA HISTÓRIA DE TUPÃ

          “Escritório da Empresa Melhoramentos Alta Paulista, de Souza Leão e Rocha: Rua Caingangs - Tupã, JUNHO DE 1936”

1. Ainda sobre o Plano Prioritário de Asfaltamento, mencionado na coluna anterior. Posteriormente, o prefeito Manoel Gaspar aprovou a Lei nº 3.664, de 16 de abril de 1997, inserindo nessa previsão, também as obras de recapeamento asfáltico. Fixou o limite de 70% de adesão dos proprietários para a execução dos serviços e que a prefeitura se responsabilizará pelo pagamento dos encargos que seriam assumidos pelos remanescentes 30%, quando faria o lançamento tributário na forma da legislação vigente, em especial a Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, a Lei das Licitações.
2. As Leis nº 2.268 e 2.279, de 22 de agosto e de 10 de outubro, ambas de 1978, corrigem o Código Tributário do Município [Lei nº 2.087, de 20 de dezembro de 1974], que cuidam da substituição da pavimentação e de ressarcimento pela prefeitura. De sorte que a cronologia para contratação de empresas para a execução de pavimentação ou recapeamento asfáltico nas hipóteses do “Plano Prioritário” informado pela coluna, se dá na forma das Leis nº 3.076, de 15 de maio de 1990, e 3.664, de 16 de abril de 1997, esta até aqui não revogada. [Na foto, esquina das ruas Potiguaras e Guaranis - prédio da Associação dos Motoristas]
3. “A via pública, do loteamento Nova Tupã, identificada como Rua 24, passa a denominar e a constituir-se, doravante, na Rua Luiz Teixeira - Servidor Municipal”. Ao prestar-lhe esse reconhecimento público, o prefeito Prof. Waldemir Gonçalves Lopes reconheceu que “a vivência do homenageado neste torrão, a partir de 1949, radicado no [então] Distrito de Arco-Iris, e até o seu falecimento em 15 de novembro de 2001, foi timbrada por exemplos de firmeza de caráter, de senso profissional irrepreensível, constatado na prestação de serviços ao Município de Tupã como Encarregado do Horto Florestal do Bairro 7 de Setembro [“Represa do Sete”], quanto pela constituição de uma família exemplar e absolutamente benquista no meio social tupãense, conforme se colhe no Processo de Petição nº 7.209

2012. base à homenagem prestada neste ato”. Luiz Teixeira na foto com as filhas Sueli Marques das Neves e à direita, Maria de Lourdes Teixeira das Neves. É pai de José Onório Teixeira, policial civil aposentado e ex-vereador à Câmara Municipal de Tupã.

4. O ex-deputado federal e ex-vice-governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman/PSDB, visitou Tupã em 3 de dezembro de 2004, “recebendo a gratidão da comunidade e participando do ato solene de inauguração da Via José Felipe Zied, concretizado pela parceria entre a União Federal e o Município”. Ao editar o Decreto nº 5.529, dessa mesma data, o prefeito Manoel Gaspar o recepcionou como “Hóspede Oficial da Estância Turística de Tupã”, considerando “a denodada ação parlamentar do homenageado no Congresso Nacional, já por sucessivos quanto profícuos mandatos, a inserí-lo entre os mais lúcidos defensores do magno interesse público, cuja lisura pessoal e política constitui paradigma eloquente”. Gaspar enalteceu Alberto Goldman, com cuja atuação “uma gama de relevantes melhoramentos que hoje asseguram desenvolvimento com qualidade de vida a esta cidade, dentre os quais a estratégica interligação das áreas urbana e da Região Leste, refletem sua reta decisão e empenho para servir aos tupãenses”.

[Contato com a Coluna? E-mail: dacajur@hotmail.com]

[David de Castro é servidor público municipal
- 1973 - 2014]


FISCALIZAÇÃO
Prazo para regularização de construção termina dia 30

          Proprietários de obras e construções irregulares precisam procurar urgentemente a Prefeitura de Tupã para resolver a situação. Lei que entra em vigor no próximo dia 30, estará punindo com rigor e multas quem não cumpre a lei na hora de construir, reformar ou ampliar. A lei estabelece normas para a aprovação ou a regularização de projetos de edificações, concede isenção de tributos e promove alterações na lei complementar n° 1671/2009 (Código Tributário Municipal).
A lei complementar nº 260/13, que altera alíquotas para aprovação de projetos, antes de entrar em vigor, concedeu também período de carência e isenções por um prazo de 10 meses, nos processos protocolados para regularização de obras particulares. O prazo para regularização das edificações irregulares termina no dia 30 deste mês.
Segundo o secretário de Planejamento, Valentim Bigeschi, a aprovação da lei já trouxe melhorias e preocupação para aqueles que não estão com suas obras totalmente regularizadas.
Valentim informou que a aprovação de projetos e regularização de obras particulares sofreu aumento de mais de 50% no primeiro trimestre deste ano. “Já estamos sentindo que o aumento na fiscalização, nas autuações e valor das multas, trouxe uma expectativa positiva, pois muitos já estão correndo contra o tempo para mudar esta situação”.
Segundo os números divulgados, apenas no primeiro trimestre deste ano a área total aprovada em janeiro foi de 7.158,44 m²; fevereiro, 9.622,14 m²; e março, 10.058,17 m². Com relação ao mês de março, do total aprovado os projetos comerciais ocuparam uma área total de 3.094,96 metros quadrados, enquanto que aprovação de projeto residencial foi de 6.963,21 metros. “Neste primeiro trimestre, a média de projetos aprovados é de 8.946 m². Comparada aos dos últimos anos, temos média anual de 2013, 6.857,00 m²; e média ano de 2012, 6.082,00 m².
Um dos fatores que vem contribuindo para esse aumento é a lei complementar nº 260/2013, que concede isenções por um período de 10 meses, nos processos protocolados para regularização de obras particulares. “Caso alguém possua imóvel que não esteja regularizado, deve aproveitar o período de isenção”, enfatizou o secretário.

Apoio

Também houve a adesão de órgãos representantes de classes, que foram ouvidos, participaram de reuniões e buscam participar de forma efetiva no cumprimento da legislação atual e da nova legislação. Para reforçar este apoio, a Secretaria de Planejamento e a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Tupã e Região realizaram reunião técnica que tratou dos temas: fiscalização de obras, Código de Obras e Código de Postura Municipal. O encontro contou com um bom número de profissionais, que puderam também apresentar propostas e sugestões.
Na reunião, foi solicitada a participação da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Tupã e Região (AEAATR) no processo de elaboração do Código de Obras e Código de Postura Municipal, que teve manifestação positiva por parte dos membros e de seu presidente, “Tito” Jordão.
A Secretaria de Planejamento e a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Tupã e Região também convidaram todos os profissionais (arquitetos, engenheiros e técnicos) para participarem de futuras reuniões, que continuarão tratando dos temas fiscalização de obras, código de obras e código de postura municipal.

Legalizar

O prefeito Manoel Gaspar disse que a nova lei atende aqueles que trabalham de maneira correta, cumprindo todas as exigências para construções seguras. “Estamos preocupados principalmente com a questão de segurança, pois podem ocorrer sérios problemas estruturais e depois ficará mais difícil fiscalizar e autuar. Precisamos da colaboração de todos e buscar solucionar os problemas no início, quando tudo é mais fácil”, disse o prefeito.

Prazos
A lei complementar nº 260/13, que altera alíquotas para aprovação de projetos, antes de entrar em vigor, concede também isenções por um período de 10 meses, nos processos protocolados para regularização de obras particulares.
O artigo 1º estabelece que “na protocolização de petição para a aprovação de projetos para regularização ou novas construções, o interessado anexará, por meio eletrônico [compact disc - CD], o croqui de implantação, especificando, com exatidão, a identificação do imóvel e as respectivas áreas, conforme modelo padrão que constitui o anexo II desta lei complementar”.
O parágrafo único diz que, “considerado o objetivo da petição, aplicar-se-ão as tabelas que constituem o anexo I desta lei complementar, sem prejuízo das sanções previstas na lei complementar n° 167, de 27 de outubro de 2009 (Código Tributário Municipal)”.
Já o artigo 2º estabelece que “os projetos de regularização de edificações gozarão de isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN e da Taxa de Fiscalização de Aprovação de Projetos, desde que protocolados no prazo compreendido entre a data de vigência desta lei complementar e até 31 de julho de 2014”, prazo que foi estendido até o próximo dia 30.
Mais informações podem ser obtidas na Praça da Bandeira n° 800, pelo telefone (14) 3404-1000, ou no site: www.tupa.sp.gov.br - email: secretaria@tupa. sp.gov.br.


Dia da Pátria
Supermercados abrem neste domingo

          A maior parte dos trabalhadores deverá receber seu salário nesta sexta-feira, dia 5 de setembro, 5º dia útil do mês. Por conta disso, espera-se uma grande movimentação no comércio e, principalmente, nos supermercados da cidade neste final de semana.
O fato é que muitas pessoas, buscando mais tempo para fazer suas compras, preferem realizar a mesma aos domingos pela manhã. Vale lembrar que no próximo domingo, dia 7 de setembro, é comemorado o Dia da Independência. Mas nem por isso os supermercados deixarão de atender o público.
A população que costuma realizar suas compras no Supermercado Cristal poderá contar com o atendimento que irá das 8 às 12h30 min, mesmo horário de atendimento do Supermercado Romana, localizado na região Leste.
O Supermercado Varejão Gaspar, na Rua Aimorés, atenderá seus clientes das 8 às 13 horas. Já o Kawakami, situado na Rua Tupinambás, 230, e o Max Kawakami, na Rua Guaranis, atenderão das 8 às 13 horas.


Jesus Guimarães
Crônicas & Opiniões
MARINA SILVA, QUEM É AFINAL?

          Em um vídeo arquivado no Youtube, Fernando Collor, candidato à Presidência da República em 1989, fala aos eleitores no intuito de convencê-los a não votar em Lula, mas nele. Apela para a união do povo brasileiro contra a “velha política” e a favor do moderno, ou seja, ele. Erguendo a bandeira da moralidade, da caça aos marajás, do País repleto de oportunidades, dos carros importados e respeito aos contratos, mentia descaradamente acusando Lula de planejar o sequestro da poupança, “sagrado patrimônio do povo...”. Eleito, não caçou marajá algum e fez o que disse que Lula faria: no primeiro dia congelou a poupança de todos, causando prejuízos incalculáveis à Nação. Seus fiéis seguidores ficaram chupando o dedo com a rasteira que levaram. Dezoito meses mais tarde viu-se obrigado a renunciar.
Jânio Quadros elegeu-se Presidente em 1960, pela UDN, partido de extrema direita. Seu adversário principal era o Marechal Teixeira Lott, defensor da legalidade, figura que personificava naquele pleito a esperança dos democratas brasileiros. Mas Jânio prometia governar com o povo e varrer a corrupção de todos os rincões da pátria. Ganhou com folga e não fez absolutamente nada. Ao cabo de sete meses, alegando ser contrariado por forças ocultas, renunciou o cargo mais importante do País. Seu vice não tinha a confiança dos militares e, em abril de 1964, foi alijado do poder pelo Golpe. A irresponsabilidade de Jânio custou aos brasileiros 21 anos de ditadura.
Jânio e Collor discursavam com olhos arregalados, tais os messiânicos que se julgam na incumbência de grandes missões, capazes de arrastar multidões apenas com um gesto de seus cajados. Marina tem olhar semelhante e declara iguais propósitos. E embora a história não se repita, ensina. Quem diz querer governar com todo mundo, na verdade quer governar sozinho. Quem tenta ser amigo de todos acaba sendo amigo de ninguém. A democracia é plural, administra as pressões das diversidades, enquanto a unanimidade, de certa forma, é deveras burra.
Washington sempre esteve por trás dessas investidas da direita nacional rumo ao poder: na eleição e na queda de Jânio, no Golpe de 1964, na eleição e renúncia de Collor, e até na ascensão de FHC, a sua versão mais moderna. Nesta década o mote é o Pré-Sal, incrível reserva de petróleo que, segundo os gringos, não deve ficar ao arbítrio do Brasil, mas sob o domínio e a exploração de empresas americanas. Para eles, eleger títeres é fundamental para que não tenham de enfrentar, em poucos anos, um Brasil exportador de petróleo, próspero e soberano, líder de uma América Latina independente.
O candidato escalado para o triste papel de Calabar era Aécio Neves, porém, mostrou-se fraco, desconhecido e com rabos de palha. Ao que parece posto de banda, consta que o lema agora é “tudo, menos Dilma” ou, a rigor, “tudo menos social democracia”, mesmo que esse tudo seja a messiânica Marina Silva. Falando aos ruralistas em jantar na semana que passou, ela foi ovacionada de pé quando garantiu que daria prioridade ao álcool como combustível nacional, enquanto a extração de petróleo seria revista em um segundo plano. A entrega das nossas reservas a grupos internacionais, através de privatizações, abriria espaços orçamentários para a União investir maciçamente em usinas de álcool.
Marina Silva, ex-Partido Revolucionário Comunista, ex-PT, ex- Partido Verde, ex-Rede, de passagem no PSB, ex-ministra de Lula e candidata à Presidência da República, quem é afinal? Desta vez, apenas uma providencial saída para o capitalismo neoliberal botar a mão em nossas riquezas, ainda que por vias transversas.
E nada mais.

Jesus Guimarães é professor, bacharel em Direito, funcionário aposentado do BB e ex-prefeito de Tupã. E-mail: zuguim@uol.com.br.


Social
Pastoral da Moradia beneficia famílias carentes

          A Pastoral da Moradia possui 70 famílias cadastradas em seus arquivos. Em um ano, 400 famílias foram atendidas pela entidade por meio de construções residenciais e encaminhamentos, seja de ofícios, plantas e ao Cadastro Único.
A Pastoral trabalha em favor das famlías de baixa renda e que não possuem um local adequado para morar. Por conta disso, a entidade, com o auxílio de voluntários, que acreditam no projeto e doam materiais de construção, constrói de forma subsidiada residências que são entregues às famílias carentes.
Os trabalhos da Pastoral são desenvolvidos por meio da comunidade católica. A prefeitura paga o salário de uma psicóloga, assistente social e pedreiro.

Na manhã do último sábado, dia 30, a reportagem do DIÁRIO acompanhou as visitas e os trabalhos desenvolvidos pela Pastoral.

Nova casa

Vera Lúcia dos Santos Albino, 48 anos, servente de cozinha, mora na Rua Carlos Gomes Pato, 545, Jardim Apoena. A Pastoral fez a construção da sua nova casa, há cerca de 5 meses. Ela, porém, não reside na mesma, porque ainda quer investir na instalação de azulejos.
Vera observou que presencia muito o problema no período de chuvas, que causam danos em seus móveis. Sua casa, onde mora e da qual irá se mudar em breve, foi construída debaixo de um pé de manga, pertencente a um proprietário do terreno dos fundos. Pelo fato do telhado ser frágil, as mangas caem do pé e acabam quebrando o telhado. A residência de 3 cômodos é construída com madeira e possui uma estrutura fragilizada.
Conhecendo a situação de Vera Lúcia, a Pastoral da Moradia construiu com recursos próprios uma casa com cerca de 40 metros quadrados, com 5 cômodos para atender as suas necessidades e, ainda, forneceu os serviços de um pedreiro voluntariamente, que recebeu a ajuda do filho e do vizinho de Vera Lúcia. “Realizei meu sonho e hoje estou muito feliz de ter a minha casa própria”, disse Vera, relatando que em breve irá azulejar sua casa para começar a mudança.

Telhado

Expedito de Araújo, 54 anos, aposentado, reside na Rua Francisco Gomes Pato, 225. Ele lembrou que em janeiro deste ano um vendaval destelhou a sua casa, que ficou 10 dias sem cobertura. Neste período, Araújo presenciou duas chuvas, que destruíram parte de seus móveis e eletrodomésticos, sofá, geladeira, TV e estante, entre outros. “A água chegou a cerca de um metro de altura”, disse.
Após a estiagem, a Pastoral da Moradia foi conferir a situação do aposentado e, por meio de um mutirão, realizado com a ajuda de voluntários, conseguiu cobrir a casa de Araújo. “Agora, o problema foi resolvido e posso ficar tranquilo”, comentou, após lamentar os prejuízos.
A Pastoral da Moradia ainda trabalha para fazer com que o morador consiga a sua isenção do IPTU, pois Araújo foi acometido por um AVC, que o deixou com sequelas.

Novo teto

Armandina Pereira Gonçalves, 72 anos, reside na Rua Faustino Danelutti, 215, com seu marido Cidalino Roque Gonçalves, de 80 anos, e seu filho Adriano Gonçalves, de 36 anos.
Há 23 anos, o casal fez economia visando construir a casa própria. Enquanto o sonho não era realizado, eles residiam em uma casa de madeira, que “a qualquer momento poderia cair”, conforme disse a aposentada.
Ciente do problema, o seu filho buscou a ajuda da Pastoral da Moradia, que doou a mão de obra para a construção da casa. Adriano ajudou como servente da obra a realizar o seu sonho e de seus pais. “Fiquei muito feliz com isso. Este é um sonho que eu tinha: dar uma casa aos meus pais e vejo que hoje isso se realizou”, relatou.
Armandina destacou que a construção da sua nova casa proporcionou mais segurança e qualidade de vida. “Estou muito feliz, realizei o sonho da minha vida e hoje posso viver melhor graças ao apoio da Pastoral”, destacou ao DIÁRIO, enquanto apresentava sua nova casa, que tem 2 quartos, 1 banheiro, uma cozinha e uma área de serviço.

Futuros projetos

No mês de junho deste ano, a casa do sorveteiro Eribaldo Vieira, localizada na Rua Assur Bitencourt, 503, foi incendiada enquanto o mesmo tinha saído. O incêndio ocorreu na sua casa de madeira porque ele, ao sair de casa, acendeu uma vela à santa da qual é devoto. As chamas atingiram as paredes, propagando-se rapidamente por toda a casa.
Pessoas que moravam nas proximidades ajudaram no combate das chamas, enquanto o Corpo de Bombeiros chegava ao local. O incêndio foi inibido pelo CB, mas a casa de Eribaldo foi completamente destruída. Hoje, ele reside com familiares na Rua Nicola de Mola, 393.

A Pastoral da Moradia, a Comunidade São José e os Vicentinos começaram nesta semana os trabalhos de construção, para fornecer uma nova casa para Eribaldo.

Sem segurança

Moacir Cândido, que reside na Rua Pedro Vieira de Souza, na Vila Santa Rita, e Rosimeire Cardoso de Oliveira, que reside na Rua Vera Cruz, 345, Vila Indústria, mostraram ao DIÁRIO a situação em que se encontra a estrutura de seus lares. As casas estão comprometidas, segundo a análise dos técnicos da Pastoral. A entidade trabalha para conseguir recursos para que possa atender estas famílias o mais rapidamente possível, para que as mesmas não sejam prejudicadas com eventuais acidentes que possam ocorrer, diante da fragilidade das estruturas.


SP-294
Em Adamantina, tráfego no trevo da Lagoa Seca será desviado

          O tupãense que viaja muito pela região da Alta Paulista deve ficar artento. É que a empresa Sanches Tripoloni, responsável pelas obras na Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros”, a SP-294, interditará nos próximos dias o trecho que passa no trevo de acesso à Lagoa Seca, em Adamantina.
Dessa forma, o tráfego de veículos entre Adamantina e Flórida precisará ser desviado pelas alças construídas que margeiam a pista.
De acordo com a empreiteira, a previsão é que o local fique parcialmente interditado por pelo menos 30 dias.
Durante esse tempo, serão executadas obras de terraplenagem, preparação do solo, implantação de guias, pavimentação e construção de canteiro, além de outros detalhes contidos no projeto.
O trecho a ser melhorado fica nas imediações do km 597 + 500 metros da SP-294 e serve de ligação da Avenida Rio Branco à Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros”, bem como à Lagoa Seca, Usina Branco Peres Álcool e Valparaíso.
Com o desvio, os motoristas devem redobrar a atenção ao passar pelo local, respeitando a sinalização e os limites de velocidade. Para a interdição e início das obras, a Sanches Tripolini informou que está aguardando apenas a empresa responsável pela sinalização.


Cemitérios
Muitas sepulturas estão abandonadas

          Os cemitérios de Tupã registram muitos jazigos que estão em situação de abandono. São sepulturas que não recebem cuidados de familiares há muitos anos e que estão castigadas pela ação do tempo e até mesmo de vândalos.
Por isso, está sendo feito um trabalho para tentar localizar os proprietários destes jazigos em processo de ruínas. Uma das medidas é fazer um recadastramento, nas visitas das famílias aos cemitérios, para minimizar a dificuldade de comunicação com os mesmos, sendo assim orientados a cuidar dos jazigos.
Ao todo, Tupã conta com 37.548 sepulturas, distribuídas nos dois cemitérios, o da Saudade e São Pedro, o que dificulta a identificação de todas as sepulturas abandonadas.
O setor de atendimento de cemitérios de Tupã não soube informar a quantidade de jazigos abandonados, pelo fato de ser bem ampla a estrutura dos cemitérios. Mas basta uma visita para se observar que muitos jazigos não recebem visitas já faz muitos anos.
Ainda de acordo com o setor de atendimentos, em algumas situações o abandono ultrapassa quatro décadas. Se a sepultura tiver a condição de perpétua, não pode ser desapropriada em hipótese alguma. Caso seja da prefeitura, a família tem até 3 anos para comprar. Se não for feita essa compra, a sepultura será desocupada para nova ocupação.
Os danos acidentais provocados por reformas em jazigos vizinhos, furtos de peças de bronze ou, em casos mais raros, violações de túmulos para retirada de dentes de ouro acabam não sendo comunicados aos familiares. Mas, felizmente, as ações criminosas que eram frequentes no passado, vêm diminuindo nos últimos anos.
Hoje, para evitar esse tipo de situação, as famílias são orientadas a não deixar qualquer adorno de valor sobre a lápide ou dentro da urna (caixão). Até mesmo dentes de ouro vêm sendo retirados antes do sepultamento. Mas isso, por si só, não resolve o problema da falta de manutenção.

invalidez
O abandono chega a tal ponto que jazigos correm o risco até mesmo de desmoronar devido a rachaduras e infiltrações no calçamento, cuja reforma deveria ser providenciada pela família.
Até o momento, no entanto, a prefeitura, por meio do Setor de Cemitérios, faz um recadastramento, com a atualização dos dados, conforme as famílias vão aos cemitérios para sepultar seus entes e também quando ingressam com pedido de transferência de titularidade.
Mesmo assim, a prefeitura solicita que os titulares ou familiares entrem em contato com o Setor de Cemitérios, comunicando que está ciente da situação e que fará algo pela recuperação do jazigo, caso o mesmo esteja em péssimas condições. O que não pode é a situação persistir.

Se o Setor de Atendimento de Cemitérios entender que a retomada do jazigo abandonado seja a solução mais viável e adequada, diante do total desinteresse, o titular será procurado e, se nenhum familiar entrar em contato ou for localizado, após 3 anos o processo de retomada do terreno terá início, para que seja repassado para uso de outra família. Assim que todos os trâmites forem concluídos, os restos mortais coletados da sepultura serão encaminhados ao Ossário Municipal, onde ficarão armazenados, por tempo indeterminado, em embalagens plásticas.


Sincomércio
Sindicato quer investir em melhor estrutura

          Está em fase final a obra de reforma e ampliação do prédio do Sincomércio de Tupã, localizado na Rua Chavantes, 561. As melhorias são realizadas com o propósito de fomentar o desenvolvimento do comércio local por meio de cursos, palestras e debates que serão realizados no espaço após sua conclusão.
Para aprimorar o atendimento dos empresários, foram instaladas nesta etapa da construção duas salas de atendimento para cursos, espaço para reuniões e ampliação do espaço de lazer. “As empresas poderão dar cursos para seus funcionários, fazer reuniões de trabalho, palestras e outras finalidades”, disse o presidente do Sincomércio, Milton Zamora.
De acordo com Zamora, a obra está em sua fase final. “Iremos concluir em poucos dias a instalação do elevador adaptado para deficientes físicos. Acredito que dentro de 50 dias esteja tudo pronto. Estimamos que 95% dos trabalhos foram concluídos”, explicou.
O prédio é destinado às atividades empresariais, visando fomentar o comércio. O Sincomércio possui parceria com Sebrae, Senac e Sesc, que também apoiam o comerciante e o empreendedor.
O presidente Milton Zamora disse que o prédio está adequado em conformidade com as novas normas técnicas de acessibilidade. “Estamos realizando a nossa construção de acordo com a lei”, frisou Zamora, adiantando que após a construção do prédio, o Sincomércio pretende realizar um coquetel, marcando a inauguração oficial de suas novas dependências.


Prevenção
Neste mês tem a segunda dose da vacinação contra HPV

          As meninas que possuem idade entre 11 a 13 anos e que receberam, há 6 meses, a primeira dose da vacina contra o HPV (papiloma vírus humano), podem procurar juntamente com os pais ou responsáveis a unidade de saúde mais próxima de sua casa para receber a segunda dose da vacina.
A Secretaria Municipal de Saúde entrou em contato com a Diretoria de Ensino, para vacinar as adolescentes nas escolas. Estima-se que as atividades de rotina se estendam até o final deste mês, dependendo da agenda de provas de cada escola.
Já as adolescentes das escolas particulares também receberão as doses da vacina. Vale lembrar que se alguma garota por algum motivo deixou de tomar a primeira dose, que ocorreu no mês de março, poderá tomar a primeira no presente mês. Para receber a vacina, deverá ser apresentada a carteira de vacinação e um documento com foto da garota. A terceira dose será aplicada cinco anos após a primeira.
“Estimamos vacinar 80% das meninas dessa faixa etária. Quem não tomou a primeira dose, há 6 meses, pode tomar a primeira agora, que não haverá problemas”, destacou Marta Nunes Siqueira Pantolfi, diretora de Área de Vigilância Epidemiológica.

Dados

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 4,3 milhões de meninas nessa faixa etária já receberam a primeira dose em março deste ano. A segunda é essencial para garantir a proteção contra o HPV.
A vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais.
Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos.
O Ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis, e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25 anos.
O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Ele também pode ser transmitido da mãe para o filho no momento do parto.
Estimativas da Organização Mundial da Saúde indicam que 290 milhões de mulheres em todo o mundo estão infectadas, sendo 32% delas pelos subtipos 16 e 18.
Em relação ao câncer de colo de útero, estudos apontam que 270 mil mulheres no mundo vivem com a doença. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos este ano.



Educação abre inscrições de curso inédito para professores que aplicam reforço escolar

          Os professores da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo já podem se inscrever no curso online inédito voltado para docentes que atuam no reforço escolar. Elaborado pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores (Efap), o objetivo é capacitar professores auxiliares, efetivos e coordenadores que trabalham com alunos com dificuldades de aprendizagem e apresentar novas formas de didática em sala de aula.
O curso “Mecanismo de apoio ao processo de recuperação em aprendizagem” tem até 90 horas de duração e é dividido em três módulos. O primeiro, que inicia em 1º de outubro, irá explicar o papel do professor auxiliar, a atuação com o educador titular e como diagnosticar a dificuldade do aluno e intervir da melhor maneira. A especialização pode ser utilizada para a evolução funcional e aumento de 5% no salário.
A rede estadual de ensino oferece aos alunos duas modalidades de recuperação. Na “Intensiva” são atendidos crianças e jovens que frequentam classes regulares com estratégias pedagógicas específicas para suas necessidades. Na modalidade “Contínua”, professores-auxiliares dão suporte aos professores titulares na recuperação imediata de conteúdo para o ensino fundamental e médio.


Saúde
Crianças devem tomar a vacina contra hepatite A

          O Ministério da Saúde introduziu no calendário nacional de vacinação a vacina contra hepatite A, para crianças de 12 meses até 2 anos.

A Secretaria Municipal de Saúde já possui a vacina e disponibiliza a mesma em todas as unidades de saúde do município.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 95% das crianças nesta faixa etária.
A vacina é de vírus inativo purificado e ajuda a prevenir a infecção do fígado causado pela hepatite A.
Serão vacinadas neste momento as crianças nascidas a partir de julho de 2012.

A vacina será aplicada em dose única. A criança que recebeu uma dose na rede privada, não haverá necessidade de aplicar nova dose.

Eficácia

A vacina tem demonstrado elevada proteção após uma dose em crianças. Entre os indivíduos inicialmente soronegativos, obteve-se soroconversão em 99% dos receptores da vacina, 4 semanas após a vacinação.

Pós-vacinação (EAPV)
Mesmo a vacina sendo bem tolerada, poderá apresentar manifestações locais como: vermelhidão e inchaço e manifestações generalizadas nas primeiras 48 horas após a aplicação como: febre, náusea, dor abdominal, diarréia e vômito.
A vacina pode ser administrada concomitantemente com qualquer vacina do calendário nacional.
As contra indicações são voltadas para aquelas que possuem hipersensibilidade a qualquer componente da vacina.


Loterias
Mega acumula de novo e sobe para R$ 46 milhões

          O concurso 1.631 da Mega-Sena não apresentou ganhadores na sena, no sorteio realizado na noite de sábado. Com isso, o prêmio ficou acumulado em R$ 38.057.323,60, com previsão de atingir R$ 46 milhões na noite de amanhã, quarta-feira.
O valor acumulado para o próximo concurso de final cinco (1.635) é de R$ 8.043.099,01. Já o valor acumulado para o sorteio da Mega da Virada atingiu R$ 50.609.571,23.
As dezenas sorteadas foram: 04, 29, 44, 47, 48 e 60. A quina teve 140 apostas recebendo R$ 26.864,44. Já a quadra pagou R$ 556,25 para 9.659 apostas.
A arrecadação total do concurso foi de R$ 64.241.047,50.

Timemania
O concurso 620 da Timemania, sorteado em Pelotas/RS, não teve ganhadores na faixa de 7 acertos. O prêmio ficou acumulado em R$ 15.450.625,22, podendo pagar, no sorteio da noite de hoje, R$ 15 milhões 900 mil.
As dezenas sorteadas foram: 07, 30, 35, 47, 71, 72 e 77. As demais faixas de prêmios foram: 6 acertos, 11 ganhadores, com R$ 21.555,56; 5 acertos, 402 ganhadores, com R$ 842,61; 4 acertos, 7.685, com R$ 6,00; e 3 acertos, 74.129, com R$ 2,00. O time do coração foi o Palmas/TO, com 15.928 apostas recebendo R$ 5,00.
A arrecadação total do concurso foi de R$ 4.277.520,00.

Lotomania
O concurso 1.482 da Lotomania não teve ganhadores na faixa de zero e nem de 20 acertos. Com isso, o prêmio acumulou em R$ 917.522,46, com previsão de pagar, na faixa principal, no sorteio da noite de amanhã, R$ 1,5 milhão.
O valor acumulado para o sorteio especial de Páscoa chegou a R$ 10.050.342,76.
As dezenas sorteadas foram: 09, 13, 21, 32, 33, 36, 52, 57, 60, 61, 64, 66, 70, 73, 77, 88, 89, 90, 97 e 00. As demais faixas de prêmios foram: 19 acertos, 6 ganhadores, com R$ 35.543,02; 18 acertos, 143, com R$ 1.491,32; 17 acertos, 1.409, com R$ 94,59; e 16 acertos, 6.702, com R$ 19,88.
A arrecadação total foi de R$ 4.325.596,50.

Dupla Sena
O concurso 1.311 da Dupla Sena não teve ganhadores nos dois sorteios. O prêmio ficou acumulado em R$ 515.769,71, com previsão de pagar, no primeiro sorteio, que acontece na noite de hoje, R$ 750 mil para a sena.
O primeiro sorteio apresentou as dezenas: 01, 04, 15, 31, 38 e 42. A quina teve 14 apostas recebendo R$ 6.343,23, enquanto a quadra pagou R$ 65,10 para 1.299 apostas.
O segundo sorteio teve as dezenas 15, 20, 23, 33, 36 e 39. A quina pagou R$ 2.400,14 para 37 apostas. Já a quadra premiou com R$ 53,49 um total de 1.581 apostas.
A arrecadação total foi de R$ 1.921.354,00.

Loteria Federal
A extração 4.897 da Loteria Federal teve os bilhetes correspondentes ao primeiro prêmios distribuídos em Campinas/SP.
Confira abaixo os resultados:
1º prêmio - 44.004 - R$ 500.000,00
2º prêmio - 75.569 - R$ 34.200,00
3º prêmio - 25.236 - R$ 33.600,00
4º prêmio - 81.751 - R$ 32.800,00
5º prêmio - 04.776 - R$ 31.940,00.


Obras
Contrato foi assinado há mais de 3 meses

          Continua parado o projeto que prevê a construção de um prédio para abrigar a Unidade Básica de Saúde do Jardim Unesp, por enquanto ainda sem perspectiva de retomada dos trabalhos.
O empreendimento está paralisado por conta de uma rescisão contratual efetivada pela Prefeitura de Tupã com a antiga empreiteira, que iniciou a obra, há cerca de dois anos, a Conenza.
Segundo o Setor de Compras da prefeitura, o contrato para a execução da obra com a nova empresa foi assinado no dia 20 de maio. Isso significa que mais de 3 meses se passaram e nada foi feito.
De acordo com informações da Secretaria Municipal de Obras, a empresa que irá realizar a obra é a Posseti Construtora, que foi contratada pelo valor de R$ 229.919,48. A obra não começou porque a pasta ainda espera a conclusão de todas as etapas burocráticas para emitir a ordem de serviço.
O secretário Municipal de Planejamento, Valentim César Bigeschi, disse que o contrato foi rescindido com a antiga empresa porque o convênio formulado “não garantia o recurso. Assim, o governo federal não repassava a verba necessária para a prefeitura. Dessa forma, o Executivo não tinha condições de repassar o dinheiro para a empresa”, explicou.
Agora, a Secretaria de Obras aguarda o parecer de outros setores da prefeitura para emitir a ordem de serviço para a nova empresa.
Bigeschi destacou que o novo prédio será construído dentro do padrão que a prefeitura vem mantendo nos demais já executados, com salas de atendimento, de vacina, de espera e de enfermagem, sanitários e demais serviços de infraestrutura. “Após o início das obras, a empresa terá cerca de 5 meses para concluir o prédio”, disse, informando que até o momento foram realizados os trabalhos de fundação, com a instalação de brocas e vigas baldrames.
O prédio da Unidade Básica de Saúde (UBS) começou a ser construído há cerca de 3 anos, época em que a cidade foi contemplada com o programa federal “Minha Casa, Minha Vida” e, com isso, os conjuntos habitacionais “Deputado Jammil Dualibi” e “Papa João Paulo II” deslocaram um grande contingente populacional para aquele setor, exigindo infraestrutura.
Atualmente, o atendimento médico à população é realizado na sede do Centro Comunitário de forma provisória.


Rua Guatemala
Moradores comemoram entrega oficial das obras

          Foi com muita alegria e emoção que os moradores da Rua Guatemala e das imediações participaram, no último sábado, da entrega oficial das obras de melhoria na infraestrutura daquela via, incluindo obras de paisagismo.
Estiveram presentes ao evento o prefeito Manoel Gaspar, secretários municipais, vereadores, servidores públicos e muitas famílias de moradores.
O secretário de Obras, Danilo Aguillar Filho, foi o primeiro a falar. Agradeceu todas as equipes de servidores que estiveram trabalhando no local nos últimos meses e parabenizou os moradores pela persistência e busca das melhorias. “Fizemos um trabalho que demandou muito estudo e planejamento dos nossos servidores, para atender a população deste bairro de forma adequada. Estamos entregando uma grande obra e só tenho a agradecer aos servidores da prefeitura de Tupã que tanto se empenharam para esta conquista”.
Danilo informou ainda que para a realização da obra, foi feita a implantação, nivelamento e realinhamento das guias e sarjetas, limpeza geral, bem como um total de 825,74 m2 de pavimentação asfáltica, mais de 36 metros de calçamento para pedestres e aproximadamente 15 metros de guias e sarjetas, além da implantação de postes de iluminação pública.
Maria Inês De Michele falou em nome dos moradores e lembrou que, a partir de agora, todos sentem-se mais valorizados, pois receberam uma obra solicitada há anos. “Finalmente, chegou ao final o sofrimento de muitos anos da população que reside neste local. Convivemos por muito tempo com barro, poeira, estragos causados pelas chuvas e tantos problemas que só quem vive aqui pode entender”, enfatizou.
O vereador José Maria de Oliveira falou representando a Câmara. Estiveram presentes, também, a vereadora Telma Tulim e os assessores dos vereadores Valdir de Oliveira Mendes e Ricardo Raymundo. “Esta obra que hoje entregamos é o resultado do trabalho de muitos vereadores, que durante anos estavam solicitando ao poder público a realização destas melhorias. Agradeço em nome da Câmara Municipal ao prefeito, que atendeu os moradores e os pedidos realizados por nós durante tantos anos”, disse José Maria.
O vereador José Maria lembrou que foi o vereador Ricardo Raymundo quem solicitou, durante anos, a realização da obra, em nome dos moradores e comerciantes da região. E que o vereador Valdir de Oliveira Mendes também foi outro a solicitar esta conquista. “Todos os vereadores têm participação, pedidos e solicitações para que esta obra fosse feita. Foi preciso a volta do prefeito Manoel Gaspar para que este pedido fosse atendido”, disse o vereador.
O prefeito Manoel Gaspar foi o último a falar e lembrou dos inúmeros pedidos apresentados pela população e a prioridade que foi dada para a obra. “No final do ano passado, colocamos esta obra na lista de realizações, porque entendemos que para a cidade e para estes moradores, que sofrem durante anos, esta é a principal obra de sua região e tínhamos que atender. Foi um pedido justo, feito com muita propriedade e temos que atender estes moradores e a cidade de Tupã”, enfatizou.
Gaspar também lembrou que a conquista é conjunta, com a participação da população, administração e vereadores. “Temos pedidos de anos apresentados pelos vereadores em nome da população, mostrando o quanto é importante esta conquista que hoje entregamos. Agradeço a cada vereador que solicitou e aqueles vereadores que nos apoiam, que trabalham pelo desenvolvimento de Tupã ao lado de nossa administração, pois somente assim conseguiremos realizar cada dia mais”, finalizou Gaspar.



NECROLOGIA

          Bani Garib 77 anos
Manoel Rufino Neves 98 anos
Emília Ruano Serafim 97 anos


Saúde
AME atende cerca de 48 pacientes por sábado

          Com o objetivo de investir na saúde do homem, o governo estadual, por meio do AME (Ambulatório de Especialidades Médicas), desenvolve o programa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo denominado “Filho que ama leva o pai ao AME”.
Trata-se de um programa inédito de check-ups preventivos, nas áreas de cardiologia e urologia, voltado aos homens a partir dos 50 anos de idade.
O AME contastou que, em Tupã, 48 pacientes agendam suas consultas a cada sábado.

Procedimento

A assessoria de imprensa do AME, localizada na cidade de Bauru, explicou que, no primeiro sábado, o paciente passa por avaliação de enfermagem e que, no sábado seguinte, o mesmo retorna para buscar o resultado dos exames e ser avaliado por um cardiologista e um urologista. “Caso seja identificado qualquer problema, o paciente é encaminhado para tratamento e acompanhamento de rotina do próprio ambulatório, podendo, inclusive, ser encaminhado a outros especialistas, se houver necessidade”, destacou.

Consulta

De acordo com o órgão de comunicação do AME, o primeiro passo para que o paciente seja atendido é ligar no callcenter da secretaria (0800-779-0000) e fazer o agendamento. Nesse momento, será necessário informar à atendente o nome completo, número do cartão do SUS, data de nascimento e endereço.
Também é importante ter os documentos pessoais em mãos (RG e CPF) para o caso da necessidade de confirmação. Numa única ligação, o paciente já terá seu atendimento agendado no AME. “Para os homens que já fizeram aniversário no primeiro semestre do ano, o agendamento continua liberado. A única exigência é a idade a partir de 50 anos”, informou.


SP-294
Radares começarão a funcionar neste mês

          Há cerca de um mês, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) instalou na SP-294, na área de abrangência do município, dois radares que terão como objetivo detectar irregulares cometidas por motoristas que trafegam pela Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros”, a SP-294, principalmente com velocidade acima de 80 km. Os radares ainda não estão funcionando, mas de acordo com a assessoria de imprensa do DER, “o processo está em fase de viabilização e prestes a acontecer”.
Na região de Bauru, os radares que foram instalados começaram a funcionar ontem, dia 1º de setembro. Em Tupã, não há data estipulada para que os radares entrem em funcionamento.
Para que isso ocorra, o Inmetro (Instituto de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) realizará uma minuciosa aferição dos dispositivos.
Um radar se encontra próximo ao Recinto de Exposições “Octávio Barros Castanheira”, onde ocorre a Exapit. O outro radar está localizado próximo ao 3º Distrito Industrial, no sentido de Herculândia.
A assessoria de imprensa do DER informou que assim que o Inmetro realizar a aferição dos equipamentos, será feita a homologação com início de operação. A partir de então, os motoristas serão informados sobre o funcionamento dos radares.”Não temos uma data precisa de funcionamento, mas acredito que até o final do mês de setembro eles estejam operando”, disse.
A instalação dos radares é uma iniciativa do governo estadual, por meio do DER, que visa por meio da medida reduzir os números de acidentes de trânsito. Os equipamentos foram instalados nos pontos onde mais ocorrem acidentes.


sobe.gif (937 bytes)


| Home | Economia | Geral | Sociedade | Policial | Esportes | Política | Variedades |Expediente |E-mail

Hosted by UNISITE - Todos os direitos Reservados