jdiario@diariotupa.com.br

Bastos
Operação da Polícia Civil prendeu quatro pessoas

          No início da manhã de ontem, quinta-feira, a Polícia Civil de Bastos efetuou a prisão de quatro indivíduos que estavam com prisão preventiva decretada pelo Foro Distrital.
Foram presos F.M.R., 29 anos, solteiro, pintor; D.N.S., 23 anos, convivente, pintor; L.S.S., 21 anos, solteiro, serviços gerais; e J.C.A., 22 anos, solteiro, ajudante de motorista.
O acusado de iniciais F.M.R. foi o autor de dois crimes de roubo contra residências, ocorridos respectivamente no Parque Residencial Vitória e na região central, ambos na cidade de Bastos, nos meses de outubro e novembro do ano passado.
Já os acusados D.N.S., L.S.S. e J.C.A. foram autores de um crime de roubo ocorrido em um estabelecimento comercial instalado no centro da cidade, fato ocorrido no mês de outubro do ano passado, também na cidade de Bastos.
Preenchidas as formalidades legais, após serem submetidos a exames de corpo de delito, todos foram recolhidos ao Centro de Detenção Provisória de Caiuá, onde permanecerão à disposição da Justiça Pública.
Ficou apurado que F.M.R. já registrava antecedentes criminais por furto, roubo, coação no curso do processo, vias de fato e ameaça, relacionados à violência doméstica.

Já D.N.S. registrava antecedentes criminais por vias de fato, ameaça e lesões corporais relacionadas à violência doméstica.
Por sua vez, L.S.S. já registrava antecedentes criminais por furto e corrupção de menores.

Finalmente, J.C.A. já registrava antecedentes criminais por furto e roubo.
Todos os detidos estão sendo processados por roubo e poderão ser condenados à pena de reclusão de até 15 anos, além da multa.
Comandada pelo delegado Sandro Resina Simões, a operação policial contou com a participação de todos os policiais civis lotados na Delegacia de Polícia de Bastos, os quais foram reforçados por policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Tupã, Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Tupã, bem como dos municípios de Herculândia e Quatá.


Rancharia
Suspeito de matar homem a facada é detido

          A Polícia Civil localizou e deteve na quarta-feira o suspeito de matar a facada um homem de 28 anos que tentou defender a namorada do agressor na sexta-feira, dia 29, em Rancharia. Ele estava em Santa Cruz das Palmeiras (SP), a mais de 450 km de distância do local do crime. A arma do crime também foi encontrada e apreendida, conforme o delegado Pedro José da Silva. Já havia um mandado judicial de prisão temporária contra o indivíduo.
Durante as diligências, a Polícia Civil passou a monitorar as partes envolvidas e, seguindo cuidadosa e cautelosamente a ex-namorada do autor – que era a acompanhante da vítima no dia do crime –, as equipes de Rancharia, com o apoio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Presidente Prudente, conseguiram deter o suspeito de cometer o homicídio. A namorada da vítima havia viajado para Santa Cruz das Palmeiras para se encontrar com ele. Ambos foram vistos e abordados no Terminal Rodoviário.
O indivíduo, então, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Santa Cruz das Palmeiras e interrogado. Durante a ação, ele informou onde a faca utilizada no crime estava. “Fomos ao local apontado (em Lucélia), um terreno baldio próximo a um estabelecimento comercial, e encontramos a arma do crime”, contou o delegado.
O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Rancharia.

Crime

A vítima foi golpeada na região do peito na noite de sexta-feira, em Rancharia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem chegou a ser socorrido e levado para o hospital da cidade, mas não resistiu ao ferimento e morreu na unidade de saúde.
Conforme a Polícia Civil, a vítima estava com a namorada e um casal de amigos, quando foi abordada pelo agressor. O assassino já havia tido um relacionamento amoroso com a namorada da vítima e tinho ido tirar satisfações com o casal.
A vítima, que tentou defender a namorada, chegou a correr para um lanche, nas proximidades do velório da cidade, mas o agressor conseguiu alcançá-la e golpeá-la com a faca que estava escondida na altura de sua perna. Em seguida, o agressor fugiu.


sobe.gif (937 bytes)


| Home | Economia | Geral | Sociedade | Policial | Esportes | Política | Variedades |Expediente |E-mail

Hosted by UNISITE - Todos os direitos Reservados