jdiario@diariotupa.com.br


Policial engana traficante e arma tocaia pelo celular

          Por volta de 2h54 min de domingo, dia 26, a Polícia Militar apresentou no Plantão da Polícia Civil uma ocorrência de tráfico de drogas. Tudo começou quando o sargento Eder e o cabo Cícero realizavam um patrulhamento pela Rua Brasil quando, na esquina com a Tocantins, depararam com um veículo Gol, de cor verde, que se encontrava estacionado, com 4 indivíduos em atitude suspeita, do lado de fora do veículo.
Assim que foi iniciada a abordagem, foi verificado que o veículo tinha seu vidro traseiro estilhaçado, tudo indicando que por disparo de arma de fogo. Indagados, os elementos de imediato nada disseram. A insistência do celular, que não parava de tocar, porém, despertou desconfiança dos policiais, que rapidamente atenderam o telefone.
O sargento Eder, passando-se por usuário de droga, negociou o encontro entre os indivíduos. O traficante do outro lado da linha encontrava-se muito nervoso e agressivo, fazendo ameaças de morte aos usuários, dizendo que se não viessem ao seu encontro iria matá-los.

Diante disso, foi marcado um encontro através do celular, sendo negociado pelo sargento Eder, que continuou se passando pelos usuários, na praça da Vila Marajoara.
Foi quando o sargento Éder decidiu pedir apoio à Força Tática, composta pelo sargento Félix e cabos Dominici e Pacheco.

Assim que chegaram na praça da Vila Marajoara, no Gol, verde, fizeram contato novamente com o traficante e o aguardaram no interior do veículo, até a chegada do traficante, que se espantou com a recepção dos policiais, que se encontravam no interior do veículo do usuário.
Diante dessa situação, o traficante confessou que tinha droga em sua casa. Foi, então, que todos deslocaram-se para a casa. Com autorização do pai do traficante, os policiais entraram no quarto do indivíduo. Feita uma busca, sobre um móvel foram encontrados 16 pinos de cocaína, em um frasco azul de MM, e R$ 450,00 em dinheiro.
De imediato, foi dada voz de prisão ao traficante e todos foram encaminhados ao Plantão da Polícia Civil, onde o delegado Sandro Resina Simões ratificou a prisão do traficante, sendo liberados os outros qualificados.

Depois de indiciado, o traficante foi conduzido à Cadeia Pública de Lutécia, onde permanece à disposição da Justiça.


Violência
Sobem os casos de lesão corporal e furtos

          As ocorrências em Tupã, referentes aos crimes de lesão corporal dolosa, lesão corporal culposa por acidente de trânsito e furtos, aumentaram, em média, 44% no mês passado, na comparação com as ocorrências registradas pelos departamentos de polícia no mês de fevereiro deste ano.
Foram registradas em Tupã, 21 ocorrências de lesão corporal dolosa no mês de fevereiro. Em março, foram 24. O aumento foi equivalente a 10%.
Em fevereiro, ocorreram 26 crimes referentes a lesão corporal culposa, por acidente de trânsito. Em março, foram 45. O aumento registrado foi de 75%.
Segundo os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, os crimes de furto aumentaram 47%. Em fevereiro aconteceram 47 furtos em Tupã e, em março, foram 69.

Mês a mês
O comparativo realizado entre os meses de março de 2014 e 2015 revela que, neste ano, as ocorrências de lesão corporal culposa por acidente de trânsito e furtos aumentaram em 45% e 12%, respectivamente. Os casos de lesão corporal dolosa caíram 16%.

Trimestre
Os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo mostram, ainda, que no primeiro trimestre de 2015 os crimes praticados em Tupã caíram cerca de 2%, em relação ao primeiro trimestre do ano passado.
Entre os meses de janeiro a março de 2014, foram registradas nas delegacias de Tupã 401 ocorrências e, nos três primeiros meses deste ano, foram só 392.

Confira abaixo o número das ocorrências registradas em Tupã

No Estado
O Estado de São Paulo terminou o primeiro trimestre do ano com queda em todos os principais indicadores de criminalidade, entre eles os roubos e furtos em geral e de veículos. Os quatro indicadores juntos tiveram redução de 8,43%. Os latrocínios e os homicídios dolosos também diminuíram, com 17,48% e 8,78% casos a menos de janeiro a março, respectivamente. Nos últimos 12 meses, a taxa de homicídios por grupo de 100 mil habitantes fechou em 9,74 - recorde mais baixo obtido pelo Estado.
Relativos a março e ao primeiro trimestre, os dados constam das estatísticas da criminalidade divulgadas mensalmente pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública. É a primeira divulgação de 2015 que abrange um trimestre – período que permite análises mais aprofundadas dos dados.
Os indicadores também apontam que os roubos de veículo caíram 23,26% em três meses. O indicador contabilizou 20.827 casos contra 27.140 no mesmo período de 2014. Também é o menor número para o primeiro trimestre desde 2011, quando houve 18.610. Em março, as ocorrências dessa natureza caíram 23,78%, quando foram registrados 6.842 casos. O indicador está em queda há 10 meses consecutivos, no Estado.
Houve queda, ainda, nos furtos de veículo. Os registros caíram 7,17%, de 31.291 para 29.047, uma diferença de 2.244. O mesmo crime está recuando também no mês. Em março, foi observada diminuição de 2,35% no índice, que passou de 10.771 para 10.518.
Os roubos em geral recuaram 1,96% nos três primeiros meses de 2015. No período, a quantidade de casos é de 77.551, ante 79.102 dos primeiros meses de 2014.
No mesmo comparativo, os furtos em geral caíram 9,54%. O total passou de 133.351 para 120.630, ou seja, 12.721 a menos em relação a igual período de 2014. É o menor número de casos para o trimestre desde 2002, quando houve 114.761.


Polícia Militar
Mega operação contou com alunos policiais de Bauru

          A cidade de Tupã conta com o reforço da segurança, através do trabalho desenvolvido pela 2ª Companhia da Polícia Militar. Tanto no carnaval como em outras ocasiões, são várias as operações desenvolvidas na cidade. Nos eventos, a PM conta com os alunos e alunas que estão fazendo cursos, chamados também de “escolinhas”, para ingressarem nos quadros. O curso é ministrado em Bauru.
Os alunos e alunas, mais uma vez, estiveram em Tupã colaborando com mais uma grande operação realizada, dessa vez, na noite do último sábado, dia 25, às 22 horas, que terminou só na madrugada de domingo, à 1h30 min.
Para auxliar na operação, a 2ª Companhia da PM de Tupã recebeu um ônibus de alunos e alunas do próprio CPI de Bauru, com aproximadamente 40 alunos da Polícia Militar. Os alunos estão concluindo o curso de formação de soldados. A formatura será no próximo dia 12.

A operação
O principal objetivo da operação de sábado foi a fiscalização do trânsito e abordagens em pontos estratégicos da cidade.
Os alunos ajudaram a desenvolver um grande trabalho juntamente com a Polícia Militar de Tupã. Eles são sempre supervisionados pelos policiais de Tupã, que os conduzem.
A operação denominada Saturação visou também coibir os crimes de furtos e roubos, além da realização de bloqueios de trânsito, objetivando coibir os excessos ao volante.

Resultado
Foram abordados diversos veículos, em vários pontos da cidade. Segundo o comando da operação, a principal violação encontrada foi a falta de documentação obrigatória, CNH e licenciamento veicular. Foram 18 autuações, 8 veículos recolhidos, 8 documentos apreendidos, 1 habilitação recolhida e 1 preso por embriaguez ao volante.


Quatá
Traficante vendia cocaína, maconha, crack e haxixe

          Em patrulhamento pela Rua Francisco Soares Araújo, na noite do último domingo, dia 26, às 23 horas, a guarnição da Polícia Militar de Quatá, com os policiais cabo Conelian e soldado Denise, avistou em um local já conhecido nos meios policiais como ponto de venda de entorpecentes, um indivíduo identificado como Ewerton, que estava sentado na calçada em frente a sua residência.
Foi realizada a abordagem do sujeito e, durante revista pessoal, foi encontrado com o suspeito a quantia de R$ 75,00 e uma substância esverdeada parecendo ser maconha. Depois, os policiais adentraram na residência, onde, durante revista no quintal de sua casa, foram localizadas emvoltas em um saco plástico, 59 porções de substância preta aparentando ser haxixe e 17 porções envoltas em sacos transparentes, parecendo ser crack.
Os policiais continuaram a procura pela residência, com revistas no quarto do indivíduo, onde foi localizado dentro de uma gaveta na escrivaninha, certa quantia em dinheiro, e mais uma porção de uma substância aparentando ser maconha e, em cima do guarda-roupa, dentro de uma caixa de som automotivo, foram encontradas 14 porções de substância envolta de um plástico transparente, aparentando ser crack, além de 3 pedras grandes envoltas de um plástico branco, também aparentando ser crack.
Diante dos fatos, foi acionado o escrivão da Polícia Civil de Quatá, que acionou o delegado do município. Foi ratificada voz de prisão e diligências estão sendo desenvolvidas pela Polícia Civil para identificar outros fornecedores e comparsas.
O indivíduo foi indiciado e conduzido ao CDP de Caiuá. Foram apreendidos portanto: 14 porções de cocaína, R$ 826,10 em dinheiro, 2 porções de maconha, 32 porções de crack embaladas para venda, 14 porções de cocaína, 3 pedras de crack bruta e 59 porções de haxixe.


sobe.gif (937 bytes)


| Home | Economia | Geral | Sociedade | Policial | Esportes | Política | Variedades |Expediente |E-mail

Hosted by UNISITE - Todos os direitos Reservados